Sete vezes, quatro de seguida. Não é para todos: mas é para Djokovic.

https://news.moosh.pt/futebol/a-moosh-mudou-muda-connosco/

Com as sete conquistas em Wimbledon (incluindo as quatro últimas edições), Novak Djokovic apanhou Pete Sampras e William Renshaw e está a apenas um triunfo de Roger Federer.

Calma que há mais: foi o 21º Grand Slam da carreira do sérvio, o que quer dizer que deixou Federer para trás e tem Rafael Nadal a um de distância.

 

 

O estreante Nick Kyrgios

O australiano, número 40 do mundo, de 27 anos, até entrou melhor: levou o primeiro set por 6-4, mas não resistiu à avalanche que se seguiu do sérvio de 35 anos.

Djokovic impôs-se nos três seguintes por 6-3, 6-4 e 7-6 (com um arrasador 7-3 no tie break).

 

 

Fora de Nova Iorque

O tenista da Sérvia tem em risco a participação no US Open, o último Grand Slam da época.

A organização da prova obriga à vacinação dos tenistas contra a Covid-19 e isso tirará o não vacinado Djokovic dos Estados Unidos.

Sem Federer lesionado, restará ao também lesionado Nadal recuperar e marcar presença em Nova Iorque.

 

50 anos de Zidane

 

Djokovic cai para sétimo

Apesar da vitória em Wimbledon e da conquista de mais um major, o sérvio cai na hierarquia do ranking mundial.

Nesta segunda-feira, Nole cairá para o sétimo lugar da hierarquia ATP.

Nesta edição de Wimbledon, em protesto pelo afastamento de tenistas russos e bielorrussos da competição, o ATP não contabiliza para a pontuação do ranking.

 

Nadal à beira de fazer história, Medvedev à beira da loucura

 

Ele comem tudo (e só deixam 6 intrometerem-se)

Os Big Three ficaram com 59 dos últimos 69 Grand Slam: Djokovic e Nadal venceram 15 dos últimos 17 disputados.

O domínio de Djokovic, Nadal e Federer tem sido avassalador. E só foi interrompido por seis tenistas:

  • Del Potro (US Open 2009)
  • Andy Murray (US Open 2012, Wimbledon 2013 e 2016)
  • Stan Wawrinka (Austrália 2014, Roland Garros 2015 e US Open 2016)
  • Marin Cilic (US Open 2014)
  • Dominic Thiem (US Open 2020)
  • Daniil Medvedev (US Open 2021)