A vida é injusta (dizem) e a vida no futebol pode ser mais (dizem também).

Mauricio Pochettino que o diga. Em 11 anos de carreira nunca venceu nada, mas a fama de treinador tacticista e de bom futebol acompanha-o.

 

Foi assim no início. O antigo defesa agora com 48 anos começou a treinar em 2009, à frente do Espanyol – o sue último clube como jogador.

  • 2009-2012 títulos: zero

Saiu de Espanha para ir para Inglaterra.

 

Foi para o Southampton em 2013. Ficou em oitavo e foi elogiado.

  • 2013-2014 títulos: zero

 

Seguiu-se o Tottenham. Um dos grandes de Londres, com rivalidade com Arsenal (uma das maiores na Inglaterra) e Chelsea. Mostrou-se, brilhou e foi a uma final da Champions.

  • 2014-2019 títulos: zero

A saturação em Inglaterra por não vencer troféus empurrou-o para a porta de saída.

 

Foi para Paris, onde enquanto jogador foi acarinhado pelos adeptos e agora tinha um projeto ganhador para ser treinador.

  • 2021 títulos em 11 dias: 1

No início deste ano, mesmo no início no dia 2 de janeiro, o PSG anunciou o seu nome para substituir o alemão Thomas Tuchel, também ele a padecer do mal de Pochettino: foi vice-campeão europeu em 2020 e isso não é suficiente para o dono dos parisienses.

Nesta quarta-feira com apenas 11 dias no cargo venceu o primeiro título oficial: levou para casa a Supertaça francesa..

Frente-a-frente o vencedor da Ligue 1 com o vencedor da Taça de França.

O PSG venceu ambas as competições e o adversário em Lens foi o Marselha, vice-campeão da Ligue 1. Venceu o PSG 2-1.