Elgin Baylor era de Washington, passou todas as 14 temporadas da NBA nos Lakers, primeiro em Minneapolis e depois em Los Angeles.

Morreu esta segunda-feira aos 86 anos.

O mito dos Lakers começou com ele.

Foi a primeira escolha dos Lakers no draft de 1958, quando a equipa ainda estava em Minneapolis.

«Elgin Baylor has either got three hands or two basketballs out there. It’s like guarding a flood» Richie Guerin dos Knicks

Dois anos depois mudou-se para LA – onde está até hoje – onde iria começar a dominar a Conferência Oeste nos anos 60.

Este domínio foi graças ao duo Baylor e Jerry West.

O extremo terminou a carreira (1958 a 1971) com uma média de 27,4 pontos, 13,5 ressaltos e 4,3 assistências.

In 1983 his jersey number — No. 22 — was retired and in 2018, a bronze statue of Baylor was installed in front of Staples Center, alongside the statues of Kareem Abdul-Jabbar, Jerry West, Magic Johnson, Shaquille O’Neal and the person who helped bring them all to life — Hearn

 

 

Baylor tornou-se o primeiro jogador da NBA a ultrapassar a barreira dos 70 pontos.

Fê-lo diante dos New York Knicks, em 1960 – marcou 71 pontos.

A marca seria batida dois anos depois por Wilt Chamberlain – também frente aos Knicks. Mas aí, Chamberlain fez 100.

 

Wilt Chamberlain, o homem dos 100 pontos

 

Os números da carreira de de Baylor:

  • 10-vezes escolhido para a primeira equipa da All-NBA
  • 11-vezes All-Star
  • Naismith Basketball Hall of Fame em 1977
  • 23,149 pontos
  • 3,650 assistências
  • 11,463 ressaltos
  • 846 jogos
    (sempre nos Lakers em Minneapolis e Los Angeles)

Os 61 pontos contra os Celtics no Jogo 5 em 1962 continua a ser um recorde nas Finais da NBA