O golo de Bernardo deixou (mais uma vez) Guardiola em êxtase.

O treinador não se cortou em elogios ao avançado português.

Pudera: o remate sem preparação deixa qualquer um de boca aberta.

«Marcou um golo incrível. Tem tanta qualidade… Está noutro nível. Neste momento, o Bernardo é o melhor jogador desta época, tal como foi quando fomos campeões em 2019» Pep Guardiola

O jogo não era fácil e vencer em casa do Villa era fundamental para manter o passo com Liverpool e Chelsea no topo da tabela.

Ao intervalo o City já vencia 0-2 com dois golos portugueses: Rúben Dias e Bernardo Silva.

O resultado ficaria 1-2, mas seria o pé esquerdo de Bernardo a chamar a atenção.

 

 

Com esta vitória, o Chelsea lidera, seguido do City e logo a seguir do Liverpool.

Premier League
1º Chelsea 33
2º Man City 32 
3º Liverpool 31
4º West Ham 24
5º Arsenal 23

Nem Jesus resiste ao charme do jogo do companheiro de ataque.

 

 

Diogo Jota não ficou atrás

Se a missão do City no Villa Park era difícil, a do Liverpool no Goodison Park não era pêra doce também.

Um dérbi na casa do inimigo é sempre complicado. E intenso.

 

O dérbi de Merseyside mais incrível de sempre

 

Só que Klopp não está para brincadeiras e saiu de lá com uma goleada 1-4.

E a coisa parecia resolvida aos 20 minutos: Henderson aos 9 e Salah aos 19 já tinham feito alguns adeptos do Everton abandonar o estádio.

 

Trocar as voltas a Allan

Gray ainda antes do intervalo reduziu, mas o segundo tempo voltou a ser avassalador: com Salah outra vez e… Diogo Jota.

O quarto e último golo da tarde saiu de um trabalho fe-no-me-nal do português.

Trocou as voltas a Allan e bateu inapelavelmente Pickford.