O que Ocampos fez no jogo do Sevilha contra o Eibar não é para todos. Aliás, não nos lembramos de ninguém que tenha feito isto.

Sabemos bem daquela vez que Paulo Sousa foi à baliza. Há muitos casos assim: como o de Luiz Suárez quando defendeu com a mão.

Mas isto que o argentino do Sevilha fez foi muito mais à frente:

  • 56′: Marcou o golo que deixou o Sevilha
  • 90+7′: Substituiu na baliza o guarda-redes lesionado Tomas Vaclik
  • 90+8′: Faz uma enorme defesa que impede o Eibar de empatar
  • 90+11′: O Sevilha ganha 1-0
  • Com este triunfo os sevilhanos fogem ao 5º lugar e colocam pressão ao Atlético pelo 3º (estão apenas a 2 pontos)

É preciso mais?

 

 

E se não tivesse sido Ocampos o herói seria Marko Dmitrović, o guarda-redes do Eibar que quase ia marcando. E golos de guarda-redes também temos alguns como os de Rogério Ceni (estes foram às dezenas).