Há 21 anos na Luz o Benfica caía com estrondo da Taça UEFA.

Agora foi o Tottenham a cair de muito alto.

Em 2000, depois da derrota 2-1 na Suécia ainda com Jupp Heynckes como técnico do Benfica, a chegada de Mourinho não trouxe melhorias no jogo da segunda mão:

 

 

21 anos depois a história repetiu-se e Mourinho voltou a ser eliminado da segunda prova da UEFA.

Se em 2000 o carrasco foi Stefan Selaković (com um golo aos 88 – também tinha marcado no primeiro jogo o golo da vitória 2-1) agora foi a vez Mislav Oršić.

 

 

Aos 28 anos, o avançado que passou parte da carreira na Ásia (no Jeonnam Dragons, Changchun Yatai e Ulsan Hyundai) teve a sua noite de sonho.

Com um hat-trick (cada golo melhor que o outro) arrumou com a vantagem do Tottenham de 2-0 conseguida no primeiro jogo em Londres.

 

 

De 2-0 para 3-2.

O terceiro no prolongamento, depois de ter igualado a eliminarória a 8 minutos do fim.

Oršić marcou aos:

  • 1-0 aos 62
  • 2-0 aos 82
  • 3-0 aos 106

Nunca Mourinho tinha desperdiçado uma vantagem de dois golos trazida do primeiro jogo.

Depois da eliminação na Taça UEFA frente ao Halmstads, oi técnico português participou duas vezes na competição: venceu em ambas as ocasiões.

Foi a terceira vez que perdeu por três golos de diferença nas provas europeias:

  • Dínamo 3-0 ao Tottenham em 2021
  • RB Leipzig 3-0 ao Tottenham em 2020
  • Dortmund 4-1 ao Real Madrid em 2013

Mesmo assim, o Special One foi ao balneário do Dínamo no final do jogo dar os parabéns aos jogadores croatas.