Já não há dúvidas: Jota chegou a Liverpool para integrar a banda.

O avançado português juntou-se a Salah, Mané e Firmino para, juntos, formarem um conjunto letal para qualquer adversário (deixou mesmo Firmino no banco).

O Liverpool somou a 3ª vitória nas 3 jornadas da Liga dos Campeões, desta vez com goleada à Atalanta em Bergamo por 5-0.

Três dos 5 golos foram marcados por Diogo Jota:

  • Diogo Jota 16, 33 e 54
  • Mohamed Salah 47
  • Sadio Mané 49

O português é, juntamente com Rashford do Man United, o melhor marcador da Champions com 4 golos.

 

 

Com estes 3 golos, o português que chegou esta época ao Liverpool (depois de 2 temporadas no Wolves com 26 golos em 85 jogos) leva 7 marcados em 10 jogos esta época pelos Reds.

É o 4º jogo seguido sempre a faturar.

«Estou a jogar na melhor equipa da minha carreira. Não sei se este foi o meu melhor momento, mas marcar golos é o meu trabalho e estou muito feliz com esta exibição e com a vitória. Foi uma noite especial»

Jota juntou-se a Ronaldo no grupo dos portugueses a marcarem um hat-trick fora de casa na Liga milionária.

Mas calma aqui com as comparações: CR divide com Messi o recorde de OITO hat-tricks na Champions.

Cristiano Ronaldo é o único jogador a marcar 3 hat-tricks na mesma temporada e o único a fazer 2 hat-tricks consecutivos na fase eliminatória.

Os 8 hat-tricks de CR:

  • Real Madrid vs Ajax 4-1 outubro 2012
  • Real Madrid vs Galatasaray 6-1 setembro 2013
  • Real Madrid vs Shakhtar 4-0 setembro 2015
  • Real Madrid vs Malmö 8-0 dezembro 2015*
  • Real Madrid vs Wolsburgo 3-0 abril 2016
  • Real Madrid vs Bayern Munique 4-2 abril 2017
  • Real Madrid vs Atlético Madrid 3-0 maio 2017
  • Juventus vs  Atlético Madrid 3-0 março 2019
    * marcou 4 golos

 

 

Jota já o tinha feito na Liga Europa

Marcar 3 golos na UEFA não é novidade para o avançado de 23 anos do Liverpool.

Jota já o havia feito frente

(ambos pelo Wolverhampton na Liga Europa de 2019-20)

 

https://twitter.com/TrentAA/status/1323752977505656832

 

Ontem precisou de apenas 65 minutos para fazer o hat-trick.

Klopp? É um treinador (muito) feliz.

«Nenhuma defesa podia parar o Diogo, o Mané e o Salah da forma como jogaram»