Nem Salah, nem Mané, nem Firmino, nem Jota.

Tanto avançado e é o guarda-redes que salva a honra da casa. Neste caso o Liverpool.

Com o jogo empatado 1-1 Alison subiu à área adversária nos descontos: um canto era tudo o que a equipa de Klopp dispunha se queria ainda ter esperança de entrar na luta pelos lugares da Champions.

 

 

Dito e feito.

O guarda-redes brasileiro respondeu na perfeição ao canto marcado por Alexander-Arnold. E pimba: 1-2 sobre o WBA.

 

 

A época dos Reds descambou no início do ano – com um piores arranques de sempre:

  • 12 jogos
  • 2 vitórias
  • 9 derrotas
    entre 4 de janeiro e 7 de março

Aos poucos foram recuperando mas o máximo que o Liverpool conseguiu foi chegar a 3 jornadas do fim e estar no 5º lugar.

Na Liga Europa e fora dos lugares da Champions.

 

 

Com esta vitória as contas continuam a ser as mesmas, mas os Reds chegam à última ronda com hipóteses de ficar em 4º: é que o 3º e o 4º classificados defrontam-se.

Estamos a falar do Chelsea-Leicester desta terça-feira.

  • 1º Man CIty 83
  • 2º Man United 70
  • 3º Leicester 66 
  • 4º Chelsea 64
  • 5º Liverpool 63
  • 6º Tottenham 59

É “só” o Liverpool vencer fora o Burnley.

E temos o campeão europeu de 2019 de volta à liga milionária.