Bruninho é adepto do Santos e foi insultado por ter pedido a camisola do guarda-redes do rival Palmeiras no final do jogo na Vila Belminro (estádio do Santos).

A criança tem 9 anos e o vídeo que fez a pedir desculpas abanou o futebol brasileiro.

Várias figuras públicas deram a cara a defender Bruninho – e várias lendas do futebol do Brasil também.

Entre elas Pelé (lenda máxima do Santos), Neymar (antigo jogador do Santos), Romário ou Gabigol.

 

 

Abel também falou sobre o caso

No final do jogo desta quarta-feira do Palmeiras com o Goianense, Abel também se pronunciou sobre o caso, ocorrido na jornada anterior com a sua equipa.

O rapaz foi ter com Jaílson, o guarda-redes suplente da equipa de Abel Ferreira, para ficar com uma recordação.

Abel defendeu a criança e disse estar orgulhoso por várias figuras de peso e responsabilidade darem a cara por Bruninho.

«Precisamos de muitos Bruninhos. Às vezes é preciso um mau exemplo para as pessoas perceberem o que é cultura desportiva» Abel

 

Pelé também tinha ídolo do Palmeiras

A maior figura do futebol brasileiro – e lenda eterna também do Santos (único clube que teve no Brasil) – também defendeu Bruninho.

O Rei lembrou que em criança também tinha um ídolo palmeirense e publicou uma foto sua ao lado de Vavá.

 

 

Insultos e ameaças

Bruninho joga na formação do Santos, mas também admira Jaílson.

A derrota (mais uma) do Santos e os ânimos exaltados dos adeptos santistas voltaram-se contra a criança.

Insultada e ameaçada por parte dos adeptos do Santos por ter recebido.

 

https://twitter.com/gabrilamorim/status/1458030450434265090

 

Foi a seguir a esse incidente que levou Bruninho – sem o pai saber – a publicar um vídeo, vestido com uma camisola do Santos, a assumir ser santista e a dizer que queria devolver a camisola.

«Desculpa se alguém se ofendeu porque peguei a camisa do Jaílson, é que eu gosto muito dele. Eu não sou palmeirense, é que eu gosto muito do Jaílson. Não sou palmeirense, eu sou santista»

 

Jaílson falou com Bruninho

O próprio Jaílson fez uma videochamada com Bruninho: ”Que sorriso lindo. Deus abençoe você sempre”, escreveu o guarda-redes junto a um print da chamada.

E Weverton publicou um vídeo nas redes sociais: “Independente de você ser santista, você tem direito de gostar de quem você quiser e tem o direito de torcer para quem você quiser”.

 

 

Neymar falou de tristeza

Neymar correu rápido a defender o rapaz.

Postou ao lado de uma foto de Bruninho com a camisola do Santos e disse que ele era gigante.

 

 

Romário foi mais longe e disse para a criança ficar com a camisola.

«Galera, olha que absurdo! Parabéns, Bruninho! Adorei as suas palavras e não devolva a camisa. Deixe esses imbecis e idiotas falarem essas besteiras. Você merece a camisa que ganhou»

Gabriel Barbosa disse que lhe ia mandar uma camisola: atualmente no Flamengo, foi formado no Santos.

 

 

Santos, comunicado e prenda

O Santos foi também ele obrigado a vir a público defender Bruninho.

Emitiu um comunicado e anunciou que iria convidar o pai e o filho para o próximo jogo da equipa em casa.

 

 

«O Santos FC já entrou em contato com Moisés, o pai do Bruno do Nascimento, para minimizar o impacto dos transtornos causados por poucos torcedores exaltados no final do jogo com o Palmeiras. Para manter sua paixão pelo Peixe, Bruninho foi convidado para assistir ao jogo com o Red Bull Bragantino, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, desta vez no camarote. O Clube não compactua com qualquer tipo de violência e se solidariza com a criança, que é um dos mais novos Meninos da Vila, conhecido pelo elenco, por sempre estar apoiando o time no portão do CT Rei Pelé»