A equipa olímpica de basquete dos EUA deixou de ser Dream Team – passou a chamar-se Nightmare Team.

Em três dias, depois da derrota com a Nigéria (90-87) somou outra ante a Austrália (91-83).

Dois desaires dos americanos é igualar o número de derrotas que averbou desde 1992, quando foi permitido utilizar jogadores da NBA.

 

 

Chegaram a 2021 com 54 vitórias e apenas duas derrotas em jogos de preparação – agora levam 4 derrotdas ao todo.

Na preparação para Tóquio a seleção dos EUA igualou as derrotas dos 29 anos anteriores: quando os americanos perderam em 2004 frente à Itália e em 2019 também com a Austrália.

 

O fim do Dream Team?

 

Indigna?

A nova versão do Dream Team é indigna de usa o nome?

Segundo a ESPN indigno foi o final do jogo com a Austrália, que terminou em derrota 91-83.

 

 

Com nomes de peso como Kevin Durant ou Draymond Green não resistiu aos australiano, no jogo realizado em Las Vegas.

Isto depois da derrota com a Nigéira no jogo anterior.

A boa notícia para o selecionador Gregg Popovich é que ainda virão mais estrelas: Devin Booker, Holiday e Middleton ainda estão a disputar a final da NBA (entre Suns e Bucks) e só se apresentarão mais tarde.

 

Grupo A

Os EUA, atuais campeões olímpicos, integram o grupo A do torneio de Tóquio com Irão, França e Rep. Checa.

Até lá ainda jogarão mais 3 partidas: com a Argentina, Austrália (novamente) e Espanha.