Já está. Foi para isto que os americanos foram ao Japão.

Venceram a final com a França 87-82 e levaram o ouro olímpico consecutivo para casa.

Nada que as outras três seleções anteriores não o tenham feito.

 

 

Sempre que vão a uns Jogos Olímpicos os EUA têm de trazar o ouro para casa. Foi o que fez a equipa de Gregg Popovich.

E recuperaram o prestígio perdido há dois anos na China.

Bem podem agradecer a Kevin Durant – foi uma comemoração dupla do pivot depois de renovado o contrato com os Nets (200 milhões de dólares).

 

 

4º ouro para os EU,. 3º para Durant

Kevin Durant marcou 29 pontos e foi ele o responsável pela vitória do Team USA.

Com ele, os EUA venceram o quarto ouro seguido – uma série retomada em 2008 depois do descalabro em Atenas 2004.

 

 

Durant esteve nos títulos de 2012, 2016 e agora em 2021.

Com isto tornou-se o melhor marcador da história do torneio olímpico de basquetebol. Há ano e meio lidava com uma rotura no tendão de Aquiles.

 

Imparável

Collet, Yabusele, Luwawu-Cabarrot, Batum, Poirier e até Gobert tentaram parar a máquina Durant mas nada feito.

Impossível – Durant é o primeiro jogador da história a superar os 100 pontos em 3 jogos Olímpicos diferentes: Jordan e LeBron conseguiram em dois.