Em Turim anda tudo aos gritos e já ninguém sabe o que fazer com Allegri.

A derrota no último jogo (a terceira em dez jornadas) deixou a Juventus a 13 pontos do primeiro lugar.

Em sétimo, fora dos lugares europeus e atrás de uma catrefada de equipas (Nápoles, Milan, Inter, Roma, Atalanta e Lazio) a Juve deixou de ter margem para errar mais.

 

 

Nápoles e Milan aproveitam

À derrota da Juventus em casa, Nápoles e Milan responderam com duas vitórias.

E com registos históricos.

No Estádio Diego Armando Maradona o Nápoles deu cabo do Bolonha – 3-0. E ninguém tem os números da equipa de Luciano Spalletti.

 

 

Com esta vitória os napolitanos voltaram à liderança da Serie A com os mesmos pontos do Milan – 9 vitórias e apenas um empate (com a Roma): 22 golos marcados e apenas 2 sofridos.

 

Milan: melhor arranque em 67 anos

Em Milão mora uma equipa também ela com resgistos raros.

O golo de Giroud – o quarto do francês esta época – deu a vitória ao Milan sobre o Torino, 1-0.

 

 

É o melhor arranque em quase 70 anos do Milan – com 9 vitórias e um empate (este frente à Juventus na 4ª jornada).

Desde a época 1954-55 que não se via um Milan assim: e nessa temporada longíqua os rossoneri seriam campeões.

 

Milan de duas caras: Serie A e Champions

O Milan apresenta dois registos diferentes esta época: o incrível na Serie A, co-líder da prova sem derrotas – e um péssimo na Liga dos Campeões.

Na Champions a equipa de Stefano Pioli é uma sombra dos números que apresenta em Itália: zero pontos, zero vitórias – só derrotas. E praticamente eliminado.

No Grupo B, o Milan é último com 3 desaires:

  • Liverpool 3-2
  • Atlético 1-2
  • Porto 1-0