Aos 87 minutos o Atlético tinha a La Liga perdida.

O Real estava a ganhar em Bilbau (e ganhou mesmo 0-1 com golo de Nacho) e estava na frente da classificação a uma jornada do final.

Só que Luis Suárez apareceu no Wanda para o resgate: virou o resultado e deu a vitória ao Atleti 2-1.

  • 1º Atlético 83
  • 2º Real 81
  • 3º Barça 76
  • 4º Sevilha 74

 

 

Foi uma cambalhota de contornos épicos:

  • a 15 minutos do fim o Osasuna marca com uma cabeçada poderosa de Budimir (Oblak bem tentou mas o VAR confirmou que a bola entrara)
  • Félix faz uma assistência primorosa para Lodi aos 82
  • e Suárez matou o jogo aos 88

Foi o fim da maldição do uruguaio.

 

 

Suárez tem várias cláusulas num complicado contrato com o Atlético de Madrid.

Uma delas é um bónus chorudo se chegar aos 20 golos esta época – desde 21 de março que o avançado estagnou nos 19 golos.

Nesse dia, marcou o único golo da vitória do Atlético sobre o Alavés.

Não marcaria nos 8 jogos seguintes do Atlético.

 

 

 

Que seca, Luis!

Com o Alavés Suárez viu um cartão que o impediu de jogar – e marcar – frente ao Bétis.

A seguir sofreu uma lesão muscular que não o deixou jogar contra o Eibar e o Huesca. Regressou em San Mamés – ficou em branco e não impediu a derrota ante o Athletic.

Regressou a Camp Nou e não marcou, apesar de o empate 0-0 ter salvado a liderança.

Agora com o Osasuna voltou a marcar, chegou aos 20 golos, acionou a cláusula e poderá ter dado o título aos colchoneros.

Caro?

Mas calma, há ainda uma difícil última jornada em casa do Valladolid.

 

A primeira Taça do Leicester

Em Wembley o Chelsea jogava a primeira de 3 importantes finais.

Perdeu a primeira – a Taça de Inglaterra foi para o Leicester.

Quem é que consegue parar Vardy?

 

 

O Chelsea perdeu a segunda final quase ao mesmo tempo – a final da Champions feminina.

Foi a primeira vez que lá chegou, mas o Barcelona arrumou a questão em pouco mais de meia-hora: 4-0 ao intervalo e a coisa estava feita.

 

Um furacão chamado Barça no topo da Europa

 

Resta ao Chelsea a final da Champions masculina – com o Man City, já coroado campeão da Premier League e vencedor da Taça da Liga.

Havendo campeão na Premier League agora a luta é outra: pelos lugares de acesso à Liga dos Campeões.

E aqui a luta é tremenda.

O Liverpool tinha tudo perdido até que o guarda-redes decidii ir à área adversária marcar o golo da vitória.

Sim leu bem.

 

E Alisson tornou-se o primeiro guarda-redes a marcar pelo Liverpool

 

Com esta vitória as contas continuam a ser as mesmas, mas os Reds chegam à última ronda com hipóteses de ficar em 4º: é que o 3º e o 4º classificados defrontam-se.

Estamos a falar do Chelsea-Leicester desta terça-feira.

  • 1º Man CIty 83
  • 2º Man United 70
  • 3º Leicester 66 
  • 4º Chelsea 64
  • 5º Liverpool 63
  • 6º Tottenham 59

É “só” o Liverpool vencer fora o Burnley.

E temos o campeão europeu de 2019 de volta à liga milionária.

 

Lille a 1 ponto

Em França, o Lille não venceu em casa o Saint-Étienne (0-0) e ficou com 1 ponto de diferença do PSG.

 

 

O PSG goleou o Stade de Reims 4-0 e ainda detém alguma esperança em vencer o 8º título em 9 anos.

O 10º da sua história que teve a sua primeira conquista em 1986 (o segundo foi em 1994).

 

 

Os parisienses querem impedir o Lille de vencer o 4º da sua história (venceu em 1946, 1954 e 2011).

Tudo ficou adiado para a última jornada, no domingo.

O Lille vai a casa do Angers e o PSG ao estádio do Brest.