O impensável voltou a acontecer.

20 anos depois da goelada da Inglaterra (até tem entradana Wikipédia) e 36 anos depois de Carlos Manuel a Alemanha voltou a perder um jogo na fase de qualificação ao Mundial.

Foram 35 jogos sem perder – 18 vitórias seguidas.

A Macedónia do Norte foi a Duisburgo vencer 2-1.

Se a frase parece difícil de acreditar, saber que com esta derrota os alemaẽs são terceiros do Grupo J e a Arménia é líder isolada torna tudo ainda mais apócrifo.

 

RFA – Carlos Manuel, 0-1

 

O que a Macedónia fez foi raro.

Apenas outras duas seleções o tinham conseguido.

Isto é, vencer a Alemanha num jogo de qualificação para um Campeonato do Mundo.

 

 

Pandev, sempre

E tudo começou no inevitável Pandev.

O avançado de 37 anos cumpriu a 119.ª internacionalização e – mesmo já sendo o máximo goleador da história da Macedónia – acrescentou mais um golo.

Apontou o 37.º golo pela seleção.

 

 

Tornou-se o mais velho a fazer um golo aos alemães em partidas de qualificação para Mundiais.

A Alemanha ainda empatou: num penálti convertido por Gundogan (quem mais?).

 

Elmas fez de Carlos Manuel

Aos 85 minutos aconteceu mesmo.

Simples: Elmas concluiu uma grande jogada e fez história – bateu Ter Stegen e fechou o jogo com o 2-1.

A Alemanha viu interrompido o seu recorde mundial de 18 vitórias seguidas em eliminatórias.

Neste Grupo J há outra seleção a surpreender.

A Arménia leva por vitórias os três jogos disputados e está isolada na frente.

 

 

Os Arménios receberam a Roménia e depois de ter consentido uma reviravolta no marcador encontrou forças para chegar ao 3-2.

Lembra-se da Islândia? Após duas derrotas lá ganhou 4-1 no Liechtenstein, mas agora com o alvoroço do grupo neste estado ninguém quer saber dos guerreiros islandeses.