Uma meia final da Taça de Portugal que se prevê pouco complicada para o FC Porto, naquilo que será o somatório das duas partidas, mas que trará dificuldades aos azuis na viagem até Viseu.

O 4x4x2 em Organização Defensiva do Académico com Medina a coordenar sector médio partindo da posição central do meio campo, e Carter o ex avançado do Benfica como homem mais avançado quer na pressão defensiva, quer nos momentos ofensivos, encontrará dificuldades para suster as entradas do Porto no último terço.

Hoje 20h45
Meia-final Taça de Portugal
Ac. Viseu vs Porto
7,50 – 4,40 – 1,33
(odds à hora da edição)

A equipa de Viseu opta por marcar de forma individual no corredor lateral, e com a projecção habitual dos laterais azuis – Telles e Manafá – é expectável que por diversos momentos se observe um Académico disposto com linha de 6 e apenas dois médios à frente da defesa.

Com isso, dificuldades acrescidas não apenas para controlar circulação em largura do FC Porto, mas mais ainda para poder sair em Contra Ataque, afinal os seus alas terão mais de sessenta metros para correr após cada ganho da bola, por estarem tão baixos a defender laterais do FC Porto.

A equipa de Sérgio Conceição ainda que com mudanças expectáveis em função do grande clássico do fim de semana, não alterará a sua matriz táctica.

Dois avançados bem projectados em profundidade, e alas por trás esperando receber entre linhas para dar início ao momento de acelerar o jogo.

Suporte na construção conferido por Sérgio Oliveira e Uribe, que alternadamente baixam para entre os defesas centrais como forma de criar superioridade numérica perante os dois avançados do Académico.

Mesmo em Viseu, é expectável um Porto dominante e capaz de remeter o Académico para a sua grande área, e depois de adrenalina inicial, poderá tornar-se um jogo importante para Soares ou o seu possível substituto – Zé Luís. Jogadores de grande capacidade no ar em zonas de finalização.