À primeira foi de vez. E é para ficar.

Sofia Kenin tem 21 anos e é a mais nova campeã de um torneio do Grand Slam desde Maria Sharapova em 2008. Na final do Open da Austrália, a americana bateu a espanhola Garbiñe Muguruza (26 anos) por 4-6, 6-2 e 6-2.

Foi a sua primeira presença no grande palco, nunca antes tinha chegado a uma final de um major. Aliás, nunca tinha passado sequer dos oitavos de final em nenhum dos Grand Slam.

Daí ter cedido o primeiro set. Muguruza, mais experiente e vencedora de Roland Garros em 2016 e Wimbledon em 2017, impôs-se e parecia que a coisa estava encaminhada para mais um triunfo da espanhola.

Mas Sofia já tinha avisado ao que ia (e que nunca se deixa abater). Na terceira presença na Austrália não se deixou intimidar – assumiu o jogo no segundo set e empatou o encontro, levando a decisão para o terceiro set.

No quinto jogo com 2-2 e com 3 pontos de break a 0-40, decidiu arriscar. Fez 5 pontos seguidos em winners e manteve-se na frente. Sofia chamou-lhe os 5 melhores pontos da sua vida. “Five best shots of my life”. Nós também achamos.

Respect.

Depois foi só confiança. “After that, I was on fire. I was ready to take the beautiful trophy”

 

 

Logo a seguir quebrou o serviço da espanhola. Querem mais?

Liderou até ao fim nas calmas e o triunfo chegou precisamente das mãos trémulas de Muguruza – com uma dupla falta.

«At the important moments I didn’t find my shots,” Muguruza said. I think she found her shots» Muguruza

Aí, Sofia deixou sair toda a emoção num gesto já repetido levbando as mãos à cara, escondedo-a de incredulidade.

No final, foi cumprimentar o pai e treinador Alexander, que a acompanha desde os 5 anos, quando a família deixou Moscovo para ir para a Florida.

Foi a confirmação oficial que as mais novas estão a tomar conta do circuito.

Com 21 anos e 80 dias, Sofia Kenin é 22 dias mais nova que Naomi Osaka quando esta venceu o título há um ano. O Open dos EUA, em Setembro, foi ganho por Bianca Andreescu, de 19 anos.

Mesmo assim Kenin está longe dos 16 anos de Martina Hingis quando a suíça arrebatou o Open da Austrália em 1997.

Com a vitória, Kenin subirá ao número 7 do mundo e passará a sua ídola Serena Williams e ficar como a melhor jogadora americana no circuito.

 

O fim da longa espera americana?