Todos conhecemos o filme O Cozinheiro, o Ladrão, a sua Mulher e o Amante (de Peter Greenaway, dos anos 90). Nem que seja pela soberba do título.

A final da NBA deste atípico ano 2020 é mais ou menos assim, como aquele título.

Senão vejamos.

Pat Riley, campeão como jogador dos Lakers nos anos 70 (1972) e treinador dos Lakers campeões nos anos 80 (adjunto no título de 1980 e técnico principal nos títulos de 1982, 1985, 1987 e 1988), é o presidente dos Miami Heat.

Erik Spoelstra é o treinador dos Heat e já o era quando a equipa de Miami foi campeã com Lebron James – Lebron é hoje a estrela dos Lakers e enfrenta a formação da Florida.

Há mais.

Spoelstra levou os Heat a quatro finais seguidas e ganhou duas, entre 2011 e 2014, sob a chefia de Riley – com Lebron e Udonis Haslem na equipa: hoje estes dois estão em lados opostos.

E continua.

Riley era o treinador dos Heat quando foram campeões em 2006. E foi ele, já como presidente, que deu a Spoelstra as estrelas Chris Bosh e Lebron James para formar o Big Three com Dwyane Wade.

 

 

Lebron decidiu depois voltar a Cleveland (de onde tinha saído para os Heat) e ser campeão pelos Cavaliers em 2016. Depois tomou a decisão de ir para Los Angeles.

Quem forçou a ida de Lebron para os Lakers? Magic Johnson, antigo jogador de Pat Riley – Riley, ex-presidente da equipa de Lebron em Miami.

Na Califórnia, Lebron levantou uma equipa histórica a passar por momentos terríveis: campeões 16 vezes da NBA, os Lakers passaram seis anos sem chegar aos playoffs.

 

Bênção de Magic e Kobe

LeBron foi então em 2018 para LA. Assinou um contrato de 4 temporadas depois de conversar com Magic Johnson e ter a bênção de Kobe Bryant, reformado dois anos antes.

A primeira época foi problemática, com uma lesão grave e os Lakers eliminadosna fase regular. Tudo mudou com a chegada de outro incrível jogador, Anthony Davis.

 

Boss Buss, ex-namorada de Phil Jackson

A chegada de Lebron mudou a vida de LA e dos Lakers. A presidente Jeanie Buss agradeceu a Magic Johnson os conselhos e de ter consguido voltar a colocar a equipa na final e quem sabe de volta aos títulos (e talvez igualar os Celtics com 17 títulos).

Buss seguiu ainda outro conselho da antiga estrela da equipa: demitir o treinador Luke Walton depois da má campanha de 2019-20.

Para o seu lugar chegou Frank Vogel, indicado pelo-ex-namorado Phil Jackson (campeão 6 vezes com Michael Jordan nos Chicago Bulls, de 1991 a 1998, e 5 com Kobe Bryant nos Lakers, de 2000 a 2010).

 

Finais da NBA: When We Are Bron

 

Para fechar temos Dion Waiters. Qualquer que seja o desfecho desta final será campeão: isto porque o atirador começou a temporada nos Heat e agora está nos Lakers.

Portanto, o anel será sempre seu.