Houve de tudo na noite desta quinta-feira na primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa.

Tudo o quê?

  • favoritos que perderam (Ajax em Amesterdão com a Roma)
  • favoritos que empataram (Arsenal em Londres com o Slavia)
  • favoritos que ganharam (Man United em Granada)

 

 

Paulo Fonseca esteve do lado da maior surpresa.

O téncico português deixou tudo para a segunda parte.

Em Amesterdão o Ajax pôs-se a ganhar cedo ainda na primeira parte, mas a Roma deu a volta à coisa.

 

Invasão de campo nu? Um dia normal para Olmo García

 

Um golo no final deu a vitória aos italianos – e abriu as portas das meias-finais com uma vitória por 1-2.

Mas não estamos a falar de um golo qualquer.

 

 

Late Londres

Em Londres houve meia-surpresa. E aqui sim, as coisas ficaram mesmo para o fim.

O Arsenal marcou aos 86 por Pépé mas o Slavia ainda foi a tempo de responder nos descontos 90+4: por Tomáš Holeš. Empate 1-1 que soube a vitória.

 

 

Granada no pé de Bruno (e de Rashford)

Em Espanha finalmente houve um favorito a fazer das suas.

O Man United que tinha eliminado o Milan na ronda anterior, foi a Granada mostrar que pode repetir a conquista de 2017 quando venceu a prova com Mourinho.

A vitória 0-2 teve contornos brilhantes, como o primeiro golo de Rashford. E claro houve mais Bruno (de penálti) que até integra a equipa da jornada.

 

 

Lembram-se do Zagrebe? Perdeu

Ou melhor, lembram-se de Zagrebe? Cidade trágica para Mourinho.

Foi ali que o Tottenham saiu esocrraçado na ronda anterior depois de uma vitória tranquila na primeira mão: levou 3 e foi eliminado.

 

Oršić. A maldição de Mourinho 21 anos depois

 

Esse mesmo Dínamo agora perdeu em casa com o Villarreal 0-1.

Pronto. Venham os segundos jogs.