Foi o Francisco Trincão a marcar o 2-3 perto do final, mas é incontornável que foi a entrada de Messi a revolucionar o jogo.

OK, é o argentino e isto passa a vida a acontecer.

Messi entrou aos 57, marcou aos 59, está na jogada do segundo golo aos 68 e participa no terceiro golo, de Trincão, aos 87.

Não restam grandes dúvidas, certo?

  • 1-0 Borja Iglesias 38
  • 1-1 Messi 59
  • 1-2 Víctor Ruiz 68 (autogolo)
  • 2-2 Víctor Ruiz 75
  • 2-3 Trincão 87

Como passamos a vida a falar de Messi (é cintornável, tínhamos escrito), foquemo-nos no Trincão, caramba.

 

 

Também saltou do banco e saiu do pé esquerdo dele o golo que ainda deixa algumas esperanças nos corações dos catalães.

Quer dizer, se forem assim muito crentes:

1º Atlético Madrid 50 (menos 2 jogos)
2º Real Madrid 43
3º Barcelona 43
4º Sevilha 42
5º Villarreal 36
6º Real Sociedad 35