Isto é uma cabala com o número 9.

Ai não?! Então veja só:

  • Joaquín marcou o primeiro golo do jogo ao 1m29 segundos
  • 9 minutos depois marcou o segundo golo
  • 9 minutos passaram e apontou o terceiro

Precisou de 19 minutos (e 19 anos para sermos precisos) para marcar um hat-trick. O seu primeiro e único na carreira e logo em casa perante os seus adeptos.

Falhou o quarto golo mesmo no fim, mas as contas já estava feitas e o Athletic Bilbau derrotado 3-2.

 

 

O que aconteceu?

Joaquín Sánchez Rodríguez, com 38 anos e 140 dias, convereteu-se no futebolista mais velho a apontar um hat-trick na La Liga.

Foi um presente para os béticos mas também para si – foi algo que nunca tinha feito num só jogo.

«Tive de me beliscar para ver se era verdade» Joaquín»

Este registo deixa um dos nomes mais pesados do futebol espanhol para trás: Alfredo Di Stéfano. O argentino, e bandeira máxima do Real Madrid, manteve durante anos o recorde de maior longevidade neste capítulo.

Di Stéfano fez o último hat-trick com 37 anos e 255 dias em 1964.

Joaquín precisou de 19 minutos para desfazer a defesa do Athletic. E deixou em delírio o Benito Villamrín.

Porquê?

O último hat-trick que os adeptos tinham ali assistido tinha sido há 22 anos – obra de Finidi George a 7 de dezembro de 1997. Ninguém parou o nigeriano contra o Tenerife.

 

 

Mais recente é o registo de hat-tricks fora de casa. Em 2005 no San Mamés contra o… Ahletic no 4-4: uma obra de três golos de Ricardo Oliveira.

Dani foi o último a fazê-lo em 2006: em Saragoça, 4-3.

 

 

Acionista do Bétis

Voltemos a quem devemos voltar: a Joaquín, claro.

Não é só a sua paixão que o faz correr com quase 40 anos. É um amor que vai para lá da relva: o espanhol é acionista do Bétis e sonha ser presidente do clube.

Parajá tem 2% do capital social do clube, depois de ter comprado ações por mais de um milhão de euros.

 

Boaquín