Temos clássico espanhol para aquecer a noite de quarta-feira, o que pode significar um presente no sapatinho de um ou um valente dissabor para outro. Ou ficar tudo na mesma

Barça e Real finalmente enfrentam-se, algo que já devia ter acontecido em outubro. Uma Catalunha em erupção obrigou ao adiamento – e agora os dois estão empatados com 35 pontos.

Nada melhor que fechar 2019 com as contas arrumadas, que isto de deixar coisas pendentes não é forma de começar um novo ano. Ou então não (um empate deixa tudo com 36 pontos e o Sevilha mesmo ali à espreita).

Hoje 19h00
La Liga
Barcelona vs Real Madrid
1,71 – 3,95 – 4,00

Marcador
A qualquer momento
Lionel Messi – 1,60
Benzema – 2,60

 

 

O encontro entre os dois rivais é relativo à 10º jornada do campeonato, que foi cancelada devido à falta de segurança que se fazia sentir pelas ruas de Barcelona.

A 14 de Outubro, o Supremo Tribunal espanhol, condenou a penas de prisão entre 9 e 13 anos, os dirigentes políticos que fizeram parte da tentativa de independência da Catalunha que se realizou em Outubro de 2017.

Passados quase 2 meses a equipa de Madrid desloca-se a Barcelona com uma das maiores operações de segurança de sempre, são mais de 4000 efectivos, de olhos postos na cidade, nos adeptos e nas manifestações que foram marcadas para o dia de hoje.

 

 

Há quem diga que este duelo vai muito além das 4 linhas. É um encontro marcado por uma cidade revoltada, contra outra que representa as decisões políticas que foram tomadas recentemente. Pano para mangas e um jogo intenso dentro e fora das bancadas é o que é esperado para hoje à noite.

Vamos a factos futebolísticos.

Os catalães chegam ao clássico com 11 vitórias, 2 empates e três derrotas, em casa a equipa de Valverde está exímia, em 7 confrontos em Camp Nou conseguiram sempre a vitória.

Ocupam o primeiro lugar da classificação porque têm mais golos marcados que e rival (43 contra 33) e a diferença entre golos marcados e sofridos também é maior, os catalães têm uma diferença de 23, contra 21 do Real.

Lionel Messi e Benzema também estão empatados com o mesmo número de golos no campeonato. São 12 para cada um, mas aqui o argentino também fica com o primeiro lugar do pódio, valem as 6 assistências contra 5 do francês. Espera-se um confronto de titãs, ponto assente.

 

 

O Barcelona empatou este fim de semana em casa do Real Sociedad (2-2), Oyarzabal marcou aos 12 por grande penalidade e Griezmann empatou para os catalães, Suarez fez o segundo para o barça, mas Isak empatou.

Na mesma semana foram a Itália ganhar ao Inter por 2-1, num altura em que já tinham as contas seladas para os oitavos de final, tiveram o papel preponderante de recambiar a equipa de Antonio Conte para a Liga Europa. É caso para dizer, perder nem a feijões. O próximo adversário da equipa espanhola é mais um italiano, desta vez o Nápoles.

Messi já jogou 41 clássicos, marcou por 26 vezes e fez 13 assistências, é o maior goleador de sempre da história em confrontos entre os dois clubes, mas o argentino não esconde que o duelo entre os dois emblemas tinham outro encanto quando tinha o português.

Este será o 42º encontro para a pulga , o que lhe permite igualar Xavi, que era o jogador do Barça com mais clássicos de sempre.

Talvez por essa razão, a temporada passada tenha passado em branco para o avançado. Os dois emblemas encontraram-se por 4 vezes, foram 3 vitórias e 1 empate, 10 golos marcados e apenas 2 sofridos, mas nenhum deles foi obra do Lionel, Suarez marcou 5 e Vidal, Malcom, Rakitic, Coutinho e Varane foram responsáveis pelos restantes.

«Me hubiera gustado que Cristiano siguiera em el Madrid; daba un plus Clásico» Messi

 

 

La Liga
1.º Barcelona 35
2.º Real Madrid 35
3.º Sevilha 31
4.º Getafe 30
5.º Atlético Madrid 29
6.º Real Sociedad 28

O Real só perdeu 1 vez para o campeonato, soma 10 vitórias e 5 empates, têm os mesmos 35 pontos e o sonho de terminar o ano de 2019 em grande. A última derrota dos Blancos foi contra o Maiorca na 9º jornada do campeonato. Depois somam 8 vitórias e 3 empates.

À semelhança do seu rival também empataram este fim de semana (1-1) em casa do Valência e desperdiçaram a oportunidade de chegar ao primeiro lugar.

 

 

Durante a semana tiveram o seu último confronto para a Liga dos Milhões, que terminaram em beleza com uma vitória frente ao Brugge, num jogo que também já tinham os oitavos como facto consumado. O adversário que lhes calhou no sapatinho foi o Manchester City de Guardiola.

Para o último encontro fora de portas de 2019, Zidane sabe que a sua equipa está preparada e focada para fazer um bom resultado, estão a passar por um bom momento e querem terminar o ano ainda melhor.

O facto da equipa se encontrar a 100% quer física quer psicologicamente pode ser a chave para conquistar Camp Nou.

«Chegamos bem ao Clássico, juntos e com energia. Estamos há algum tempo a jogar bem e a obter bons resultados» Zidane

 

 

Se Sérgio Ramos jogar vai ser o jogador da história com mais clássicos de sempre 43, superando Paco Gento, Manolo Sanchis e Xavi Hernández, que têm 42.

Outro facto consumado é que a equipa madrilena não ganha aos catalães desde 2017 altura em que ganharam a supertaça nas duas mãos. São 4 derrotas e 2 empates.

Supertaça

13 agosto 2017
1.ª mão
Barcelona vs Real Madrid 1-3

16 agosto 2017
2.ª mão
Real Madrid vs Barcelona 2-0

Será que é desta que dão a volta?