Portugal precisava de vencer a Espanha para continuar vivo no Europeu de hóquei em patins.

E foi isso que aconteceu: uma reviravolta épica 10-9 épico nos segundos finais.

Nnão era isso que parecia que ia acontecer no pavilhão em Paredes, mas aconteceu e foi a loucura.

«Sei que há a tática, técnica e tudo mais, mas depois há a emoção e, mesmo no nosso país, parece que temos de lutar contra tudo e contra todos. Queríamos estar melhor desde o início, mas também merecíamos isto e agora só espero que o jogo entre França e Espanha seja sério» Renato Garrido

 

 

8-9 a 53 segundos do fim

Num jogo cheio de golos e com a Espanha quase sempre na frente, valeram os dois golos de Rafa no último minuto.

Foram esses dois golos que voltaram a colocar Portugal a pensar numa presença na final do Europeu.

Quando Barroso fez o 9-7 para a Espanha a três minutos do fim já ninguém no pavilhão acreditava na vitória. Mas Portugal fez 3 golos, o último a 14 segundos do fim por Rafa e os adeptos ficaram em êxtase

 

 

Com a vitória, a seleção de Renato Garrido terá agora de esperar pelo França-Espanha (e pela vitória ou empate dos franceses).

Portugal terá depois de vencer Andorra para atingir a final… e esperar pela Espanha.

Cenários possíveis (em caso da vitória de Portugal sobre Andorra):

  • se a Espanha vencer França por um ou dois golos, passa a Espanha e a França para a final
  • se a Espanha vencer França por três ou mais golos, haverá final entre Espanha e Portugal