Quarta final em 5 anos, segundo título em 3 anos.

Nada mau.

Mas para chegar aqui não foi fácil.

O Barcelona colocou-se em vantagem e foi para o intervalo a vencer 2-0. Primeiro e segundo – parecia que a coisa estava resolvida.

Estamos a falar dos campeões em título. E da época europeia em cheio do Sporting.

Títulos

  • Inter FS 5
  • Barça 3
  • Kairat Almaty, Playas de Castellón, Sporting 2

Finais

  • Inter FS 8
  • FC Dynamo 6
  • Barça, Sporting 5
  • Action 21 Charleroi, Kairat Almaty 3

Fases finais (desde 2007)

  • Kairat Almaty 9
  • Barça, Inter FS 8
  • Sporting 7

 

 

Os putos, 2-2

Seis minutos na 2ª parte e chegou o empate.

Em 91 segundos os dois miúdos da academia fizeram os golos: Tomás, 20 anos, cruzou para Zicky Té, 19 anos, 1-2.

Depois foi o 2-2 após Pany Varela cruzar para a cabeça de Erick.

 

 

A cambalhota, 2-4

O Sporting não se ficou por aqui.

O capitão João Matos – juntamente com Aicardo do Barça é o homem com mais presenças em fases finais (15) – aproveitou o livre de Taynan e o ressalto nas pernas de Didac Plana para marcar.

Estava feita a reviravolta.

 

 

Mas ainda havia mais.

Erick aproveitou a linha avançada do Barça e isolou-se para atirar ao poste – estava lá Pany Varela para a recarga.

Ferrão ainda reduziu a 3 minutos do fim mas o Sporting aguentou a pressão e saiu vencedor.

«Estou muito orgulhoso de fazer parte deste grupo que é a real definição da palavra ‘equipa’. Em cinco dias vencemos os cmapeões russos [KPRF], os cmapeões espanhóis [Inter FS] e agora os campeões europes [Barça]» Nuno Dias, treinador do Sporting 

 

Andreu Plaza mostrou-se destroçado com a segunda parte da sua equipa… e do Sporting.

«É muito duro para nós perder depois de uma primeira parte tão boa. Não concedemos praticamente quase nenhumas oportunidades [ao Sporting], marcámos dois golos e tivemos mais oportunidades. Mas na segunda parte sentimos muito o primeiro golo e abalou-nos. O espírito dels multiplicou-se por dez e o nosso dividiu-se por dez» Andreu Plaza, treinador do Barcelona

 

Números

  • o Sporting é a única equipa a conseguir dar a volta a uma desvantagem de 2-0 numa final depois do Kairat Almaty contra o FC Dynamo em 2013 (também 2-0 ao intervalo, acabando também 4-3)
  • Zicky Té tornou-se o primeiro jovem a marcar numa final da UEFA
  • o golo de Marcênio foi o mais rápido numa final, batendo em 8 segundos o golo de Hernán Garcias em 2011 pelo Montesilvano, contra o… Sporting
  • João Matos do Sporting e Aicardo do Barça são os primeiros jogadores a atingirem a marca de 15 jogos numa fase final da prova