Para já, a Nowo, que é quem tem parceria com a Eleven Sports e o representante para o mercado português, é quem está a negociar com as outras três operadoras de telecomunicações os direitos de transmissão de vários campeonatos. Mas até agora nada feito.

Nada está fechado mas o diretor-geral do grupo Eleven Sports, Danny Menken, tem a “certeza que vai haver um acordo” entre a Nowo e a Meo, NOS e Vodafone para a distribuição de conteúdos desportivos nas suas plataformas.

a Eleven Sports é detida pelo empresário italiano de 43 anos Andrea Radrizzani, o dono do Leeds United. A empresa foi fundada em 2015 e já está em países como Taiwan, EUA, Singapura, Inglaterra, Bélgica, Polónia e Itália.

“Sei que há muito interesse da parte deles [Meo, NOS e Vodafone], de certeza que vai haver um acordo, são negociações comerciais”, disse Menken, citado pelo ECO. Disse-o à margem de um encontro com jornalistas, em Lisboa, no dia em que a Eleven Sports arrancou no Reino Unido e na Irlanda.

Segundo o responsável, a Nowo vai lançar a box IPTV que vai permitir a todos no país ver os canais da Eleven Sports. Na carteira apresenta sete provas internacionais de futebol, com as Ligas belga, escocesa, Liga Jovem da UEFA e, na próxima época, a alemã.

A Sport TV mantém os direitos da Liga portuguesa e da Liga italiana. Perdendo a Champions, a La Liga e a Ligue 1 (três dos mais importantes do cardápio) diz que mesmo assim não baixa os preços. Saúda a concorrência e diz ter 55 mil horas de programação que justificam os valores apresentados.

Não me parece do que vimos até agora que seja uma preocupação de grande monta para a Sport TV

“Não temos a Champions, mas temos mais uma vez por opção uma coisa que nos parece que este ano vai ter um valor muito, muito maior, que é a Liga Europa. O que quero dizer com isto é que existe garantidamente mais equipas portuguesas a disputarem a Liga Europa do que equipas portuguesas que eventualmente possam vir a disputar a Champions”, justifica Nuno Ferreira Pires, presidente executivo da Sport TV.