Clássico no Dragão poderá ter vista para o título em caso de não triunfo azul.

Sérgio Conceição volta a defrontar Bruno Lage depois do triunfo em Lisboa, numa partida determinante para o FC Porto.

O jogo da estratégia. Será este o mote principal na noite do Dragão, onde se irão opor dois treinadores com modelo e estilos bem vincados, mas que não deixam de ser altamente estratégicos na forma como preparam o pormenor.

Sábado 19h45
Primeira Liga
Porto vs Benfica
2,00 – 4,55 – 3,00

O 4x4x2 de Bruno Lage deverá manter-se com Rafa no apoio a Vinícius, e o jogador português deverá assumir um papel preponderante na manobra ofensiva encarnada nas saídas em Contra Ataque.

Em Organização, e à semelhança do ano transacto, será um Benfica a construir por fora para impedir recuperações bem enquadradas do FC Porto, precavendo de tal forma o seu equilíbrio defensivo em momento de Transição, onde Gabriel Pires será previsivelmente o homem que parará os contra ataques do FC Porto.

No lado azul, Marega deverá surgir lado a lado com Soares, mas a cair sobre o lado direito, para então explorar as costas de Grimaldo e o lado de Ferro – Dois jogadores com dificuldades defensivas quando o espaço aumenta.

E será precisamente as entradas de Marega e os cruzamentos para Soares a principal forma do FC Porto chegar à finalização.

Com a ausência de Pepe, também defensivamente a equipa de Conceição se torna menos capaz.

Para além do óbvio equilíbrio, expectativa de golos em ambas as balizas, numa partida cuja toada do jogo indicia um FC Porto mais dominante pela intensa pressão que sempre faz na construção adversária mas que proporcionará contra ataques ao Benfica, onde Rafa Silva tem a capacidade para definir um jogo.