Estrela Vermelha-Liverpool
13.50-1.15

Se uma estátua feia incomoda muita gente, duas estátuas feias incomodam muito mais.

Primeiro foi Ronaldo, com a estátua na Madeira e depois o busto (mais o nome no Aeroporto Internacional da Madeira). Foquemo-nos nas obras de arte. A estátua, apesar de várias imperfeições (e sim, de uma parte genital que salta à vista), passou incólume à crítica – e ainda existe. Mas o busto…

O busto foi trocado, claro, tais eram as imperfeições. Diz-me futebol, há cara mais bonita do que a minha? E eis que CR mudou a cara sorridente.

 

 

Agora foi a vez de Mo Salah. Ou mais precisamente de uma escultura inspirada em Mo Salah, revelada no domingo no Fórum Mundial da Juventude, a decorrer em Sharm al-Sheikh, no sul do Egito.

 

 

Olhando bem para a coisa, não se entende as parecenças.

A autora da peça Mai Abdel Allah disse ter escolhido esta pose de propósito porque a considera um gesto “distinto e executável”.

O problema terá sido a rapidez de execução – não do futebolista, mas da artista plástica.

A ideia, diz Allah, surgiu-lhe em 2016 e levou menos de um mês a ser completada.

Mais próximo de Art Garfunkel do que de Salah, hein?