Esta segunda 21h15
1X2 1.ª Parte
Benfica 1.40

3W Handicap
Benfica (-2) – 2.00

Depois dos 10 golos ao Nacional em casa o que se segue Benfica?

 

 

Os encarnados carimbaram esta semana a passagem aos oitavos de final da Liga Europa, com um empate 0-0 na Luz frente ao Galatasaray (tinham ganho 1-2 na Turquia). Agora, as energias estão de novo canalizadas para o campeonato.

 

 

Bruno Lage ainda não perdeu para o campeonato (são 7 vitórias seguidas), encontra-se a 4 pontos do primeiro lugar e pode ir ao Dragão com uma distância de apenas 1 ponto. O clássico Porto-Benfica pode decidir muitacoisa.

1.º Porto 57
2.º Benfica 53 (menos 1 jogo)
3.º Braga 49
4.º Sporting 45 (menos 1 jogo)

Hoje a Luz espera 50 mil apoiantes. A uma segunda-feira às 21h15, retrata bem a boa fase que a equipa está a passar.

Resumindo e concluindo: são 12 jogos sob o comando técnico de Lage, 10 vitórias, 1 empate e uma derrota. É a esperança da conquista do título de campeões nacionais.

 

https://twitter.com/FTalentScout/status/1099654981131661312

 

Lage garante que estão focados apenas no jogo de hoje. Sábado ainda vem longe.

«Espero muitas dificuldades, porque o Chaves tem feito um percurso interessante nos últimos jogos, conquistando alguns pontos, e está na luta pela manutenção. Quando se chega a esta altura do campeonato, estas equipas dão muito trabalho pela sua atitude e pela organização que têm apresentado nos jogos. Estamos concentrados em fazer um bom jogo, organizados, e com uma ambição enorme de vencer»

O Chaves é 17.º, só ganhou 5 vezes, empatou 4 e perdeu 13 (para muitos o número do azar). Vem de um empate com o Boavista a 1 golo e de uma derrota com o Braga por 2-1.

12.º Nacional 23
13.º Aves 22
14.º Chaves 19
15.º Feirense 14
16.º Aves 22
17.º Chaves 19
18.º Feirense 14

(os 3 últimos são despromovidos)

Não vai ser fácil travar este Benfica, mas Tiago Fernandes ambiciona levar um bom resultado para casa. A pressão está toda do lado dos encarnados, afirma o antigo treinador interino do Sporting.

«Pressão? Para o Benfica, para nós não. São eles que têm a pressão de ganhar. Conhecemos a qualidade do adversário, mas temos vindo a crescer e mostrado que temos qualidade para jogar contra estas equipas de qualidade superior e orçamentos gigantescos. Temos de nos agarrar à nossa humildade e qualidade coletiva para parar um Benfica que é forte, mas que não é invencível, como se viu na derrota com o FC Porto e no empate com o Galatasaray»