A Atalanta chegou a Old Trafford e pôs-se a ganhar 0-2.

Assim: pum, pum. Pasalic e Demiral (aos 15 e 29 minutos). Mas saiu derrotada 3-2.

A noite desta quarta-feira da Champions (à semelhança da de terça) também ficou marcada por goleadas – que o diga o Malmö e o Benfica que as sofreram na pele.

 

 

Atalanta resistiu 75 minutos

A Atalanta só não contava com Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo.

O primeiro com duas assistências – a primeira para Rashford é primorosa – e a segunda para Maguire.

 

 

Com 2-2 e a faltarem 15 minutos todos pensaram o mesmo: falta o golo de CR para encerrar a noite (o português já tinha falhado duas boas oportunidades).

E foi o que aconteceu para alívio de Solskjær – cada vez mais contestado (e deixar Pogba no banco também não ajuda).

 

 

Goleadas (outra vez)

Nova noite de Champions, nova noite de goleadas.

Tal como havia acontecido na véspera.

Sete dos oito jogos de terça-feira de Champions tiveram 4 golos ou mais: Sporting, City, Ajax e Real Madrid golearam. O Porto teve uma vitória histórica sobre o Milan

 

A sapatada de Griezmann e o panenka perfeito de Messi

 

Chelsea sem misericórdia

O Chelsea não teve piedade do Malmö.

Goleou 4-0 e saiu de Stamford Bridge no segundo lugar – isto porque a Juventus parece estar a recuperar do mau início de época e lidera o Grupo H.

A equipa de Turim venceu na Rússia o Zénit e tem mais 3 pontos que os atuais campeões europeus (estamos a falar do Chelsea para quem não se lembra).

 

O passeio do Bayern

Em Lisboa, o Bayern fez o mesmo ao Benfica: 0-4.

Mais ataques: 22 dos bávaros contra apenas 8 dos lisboetas. Mais defesas de Vlachodimos (5 contra 2 de Neuer). E ainda uma ao poste de Pavard.