Cristiano Ronaldo volta ao lugar do crime.

Foi no Dragão que o avançado marcou pelo Manchester United nesse 15 de abril de 2009 e venceu o único prémio Puskás da carreira (nem a bicicleta em Turim com o Real Madrid valeu esse prémio).

 

Todos nos lembramos daquele foguete do meio da rua saído do seu pé direito.

Foi tão incrível que recebeu o galardão de melhor golo do mundo dessa época.

O United saiu com a vitória 0-1, mas a eliminatória não esteve fácil para os ingleses de Ferguson.

O Porto de Jesualdo saiu de Old Trafford com um empate 2-2 na primeira mão e tinha os quartos-de-final bem encaminhados.

Até aparecer Ronaldo com aquele tiro que apanhou todos (e Helton ainda mais) de surpresa.

 

5 derrotas em 6 jogos com a Juve

12 anos anos depois, Ronaldo aterra no Dragão com a Juventus para enfrentar o Porto nos oitavos-de-final da Champions.

A Juve é uma espécie de besta negra dos portistas.

Em seis jogos com o Porto, a equpa de Turim nunca perdeu – incluindo uma final da Taça das Taças em 1984.

  • Juventus-Porto 2-1 Final Taça das Taças 1983-84
  • Porto-Juventus 0-0 Liga dos Campeões 2001-02
  • Juventus-Porto 3-1 Liga dos Campeões 2001-02
  • Porto-Juventus 0-2 Liga dos Campeões 2016-17
  • Juventus-Porto 1-0 Liga dos Campeões 2016-17

 

Conceição já derrotou a Juve

Conceição nos tempos da Lazio (e que tempos!) | foto IMAGO

 

Nem tudo é mau.

O agora treinador do Porto defrontou a Juventus várias vezes quando era jgador – da Lazio – e derrotou algumas vezes a Velha Senhora.

Uma delas na Supertaça de Itália, em 1998-99 – e com o golo da vitória a sair dos pés de Sérgio Conceição aos 90+4.

A Lazio tinha conquistado a Taça e enfrentava o campeão da Série A. Pimba.

 

 

Sérgio e a Lazio formaram uma bela parceria.

Nessa época o título escapou na penúltima jornada para o Milan, mas a Lazio ganharia a Taça das Taças.

«Joguei muitos jogos com o Sérgio Conceição e tenho boas recordações dele. Era um grande jogador» Pirlo

Na temporada seguinte foi a vez de vencer a Supertaça Europeia, chegar aos quartos-de-final da Champions e, na última jornada, passagem para o primeiro lugar da Serie A – seria o segundo título da história conquistado pela formação romana.

Tudo com Sérgio.

 

FC Porto vs Juventus

Os campeões português e italiano encontram-se em momentos complicados da temporada, olhando para a competição interna com grande apreensão.

O 4x4x2 de Conceição procurará opor-se ao sistema com saída a 3 da Juventus.

Bettancourt e Rabiot trazem a criatividade para o duplo pivot que suporta o tridente ofensivo formado por Ronaldo, Moratta e Bernardeschi.

Nos corredores laterais, o confronto será “mano a mano”.

Os laterais do Porto enfrentarão os da velha senhora, com todos os restantes elementos em posicionamentos mais interiores, e as características físicas de uns e outros (Manafá, Cuadrado, Zaidu e Chiesa) prometem velocidade nas chegadas por fora.

Um choque entre equipas pouco criativas, com jogo de duelos e posicionamentos ousados em organização ofensiva, que poderão possibilitar espaços para contra atacar.

O favoritismo estará do lado da equipa de Pirlo, mas é certo que a Juventus tem estado muito longe de encantar na presente época.