O Porto inicia a sua caminhada no Grupo B, um dos mais difíceis com Liverpool, Milan e Atlético.

É com este último que a equipa de Conceição mede forças em Madrid esta quarta-feira.

Com um Atlético transfigurado pelo treinador argentino – e que conta com o regresso da dupla Suárez-Griezmann (depois de terem jogado juntos no Barcelona).

 

Adeus ao 4x4x2

Simeone abandonou definitivamente o seu 4x4x2 clássico para hoje apresentar-se com um 3x4x3 que é ainda mais robusto e fechado em Organização Defensiva.

Mas tem a capacidade de se transformar rapidamente numa saída perigosissima a 3 em Transição Ofensiva.

 

Trio de luxo

Griezmann, Correa e Suárez são um perigo à solta no pós roubo da bola – e contam ainda com a chegada por fora de Carrasco e Trippier.

Agressividade, organização, timings de pressão e muito talento ofensivo.

 

Um trio portista como resposta

A obra de Simeone será uma das mais difíceis de ultrapassar por um FC Porto que terá na velocidade de Luis Díaz, na agressividade de Otávio e no talento de Corona a chave para equilibrar ofensivamente o jogo.

O encaixe tático no 4x4x2 azul terá sido ensaiado em Alvalade, mas não deixou promessa de grande efectividade.

 

Ajax: a “Machín” neerlandesa continua bem oleada

 

E em Madrid o Porto terá de saber sofrer e nunca perder a posse com a equipa aberta – como é apanágio do modelo de Sérgio, que projecta os dois laterais em simultâneo.