O amor de André Villas-Boas pelo Porto não tem paralelo.

No regresso à cidade onde nasceu há 43 anos para disputar a 3ª jornada da Liga dos Campẽoes, o antigo treinador dos dragões disse que não festejaria caso o Marselha marcasse um golo.

Não é preciso André, porque o Marselha simplesmente não marca golos na Champions.

O Marselha perdeu com o Porto por 3-0 e somou o terceiro jogo seguido sem marcar: zero pontos, zero golos, 3 derrotas (com Man City, Olympiacos e Porto) e 7 golos sofridos.

Quarta-feira 25 novembro 2000
Marselha vs Porto
2,30 – 3,15 – 3,80

 

Este desaire no Dragão fez com que o Marselha igualasse a pior série da história da prova: 12 jogos seguidos sempre a perder – até aqui na posse do Anderlecht.

Os belgas somaram esta dúzia de desaires durante 2003 e 2005.

O Marselha regressou à Champions depois de 7 anos de ausência – e prossegue essa seca desde a época 2011-12, quando somou 3 desaires consecutivos – voltou à prova em 2013-14 e averbou outras seis derrotas seguidas. Agora leva mais… 3.

 

2011-12

  • Marselha vs Inter Milão 1-2 Oitavos de final
  • Marselha vs Bayern Munique 0-2 Quartos de final
  • Bayern Munique vs Marselha 2-0 Quartos de final

2013-14

  • Marselha vs Arsenal 1-2 Fase de grupos
  • Borussia Dormund vs Marselha 3-0 Fase de grupos
  • Marselha vs Nápoles 1-2 Fase de grupos
  • Nápoles vs Marselha 3-2 Fase de grupos
  • Arsenal vs Marselha 2-0 Fase de grupos
  • Marselha vs Borussia Dortmund 1-2 Fase de grupos

2020-21

  • Olympiacos vs Marselha 1-0 Fase de grupos
  • Marselha vs Man CIty 0-3 Fase de grupos
  • Porto vs Marselha 3-0 Fase de grupos

Ou seja, daqui a 3 semanas cabe ao Porto selar o destino do Marselha (aqui os marselheses também terão algo a dizer concerteza).

Nova derrota dos franceses colocará a equipa sozinha a braços com a pior série de derrotas da história da Liga dos Campeões: 13.

Claro que AVB será apenas responsável por um terço desse recorde, mas a mancha demorará a sair do CV quer do português quer do clube.

Amor com amor não se paga? Pode ser a vez de o Porto retribuir…