O Chelsea é feito de despedimentos.

Todos conhecemos o temperamento do russo dono do Chelsea. Abramovitch não tolera muitos desaires seguidos (lembramos que despediu Di Matteo acabadinho de vencer a Champions).

E sobre os escombros do passado vai construindo Stamford Bridge para o futuro:

  • em setembro de 2007 Mourinho é despedido e o Chelsea vai à final da Champions com Avram Grant)
  • em março de 2012 Villas-Boas é corrido de Stamford Bridge e os blues vencem a Liga dos Campeões com Di Matteo
  • em janeiro deste ano Lampard é substituído por Tuchel e o clube vai à final de Istambul

Nada mau, hein?!?

Resta saber se Tuchel segue as pisadas de Di Matteo ou Avram Grant. Entre a glória e o desaire. A vitória ou a derrota.

 

 

Rivais de Madrid foram à vida

Para já, Tuchel conseguiu um feito tremendo:

  • eliminou as duas equipas de Madrid (Atlético nos oitavos e Real mas meias-finais) e o Porto (nos quartos) para chegar à final com o Man CIty

Depois do empate em Madrid 1-1, o Chelsea resolveu a meia-final com uma vitória por 2-0 em Londres e marcou lugar na final do próximo dia 29, no Estádio Olímpico Ataturk, em Istambul.

 

 

Sonho do xeique das arábias e do magnata russo

A conquista da Europa é o sonho do xeique Mansour bin Zayed Al Nahyan.

Al Nahyan faz parte da família real dos Emirados Árabes e resolveu comprar o City em 2008.

Em 2016 o xeique foi buscar Pep Guardiola para vencer a Liga dos Campeões.

Mas o catalão, tirando duas Premier League (a que está quase a juntar uma terceira), umas quantas Taças (uma de Inglaterra e 4 da Liga) falhou sempre a conquista da Champions.

Será desta?

 

 

Chelsea venceu a Champions em 2012

Campeão europeu em 2012, o Chelsea é a grande surpresa desta final de Istambul.

Com novo treinador em janeiro e o clube arredado da luta pela Premier League pouca gente apostava numa

época bem sucedida dos Blues.

Mas Tuchel conseguiu recuperar a equipa, colocá-la nos lugares da Champions, vencer a final da Taça de Inglaterra – contra o Man City – e chegar à final da liga milionária.

E esta, Tuchel?

 

 

Duelos em prespectiva

Para isso, o técnico alemão que levou a época passada o PSG à final da Champions, conta com Mason Mount, que irá enfrentar outra pérola jovem: Phil Foden.

Teremos o incansável N’Golo Kanté no frente a frente com İlkay Gündogan.

Gabriel Jesus ou Sergio Agüero a enfrentar o guarda-redes Édouard Mendy naquela que deverá ser a última partida do argentino no City (Kun que sairá como o maior goleador da história dos citizens com 258 golos).

 

 

Tuchel vs Guardiola

As atenções estão no banco onde se sentam os treinadores.

Thomas Tuchel chegou ao Chelsea em janeiro deste ano depois da saída de Frank Lampard e está perto de conseguir em Inglaterra algo que lhe escapou nos dois anos e meio em que esteve em Paris: vencer a Champions.

Guardiola está perto de repetir os feitos conseguidos com o Barcelona: levantou o troféu duas vezes, em 2009 e 2011.

Se for campeão, junta-se a um lote de respeito de treinadores com 3 Chmapions:

  • ao iinglês Bob Paisley
  • ao italiano Carlo Ancelotti
  • e ao francês Zinedine Zidane
    são os treinadores com mais títulos na competição

 

 

Terceira final inglesa

Será a terceira final só com equipas inglesas.

Em três, o Chelsea está em duas.

Em 2008, a equipa londrina foi derrotada pelo Manchester United de Ronaldo e Nani – caiu nos penáltis.

Em 2019, o Liverpool derrotou o Tottenham.