Quarta-feira 18h00
Ligue 1
Nantes vs PSG
4.45 – 3.95 – 1.60

Sábado 17h00
Série A
Juventus vs Fiorentina
1.47 – 3.60 – 6.45

 

Nem a Juventus nem o PSG conseguiram resolver as contas dos seus respetivos campeonatos.

Scudetto? Não para já

Foram tantas as mexidas a pensar no jogo com o Ajax para a Champions que no final não deu para levar de vencida a Spal. O que é que este jogo tinha de relevante mesmo? Pois, daria como se sabe o campeonato à Juve, a seis jornadas do fim.

 

 

Isto até poderia ter acontecido se o Nápoles tivesse dado uma ajudinha no jogo com o Chievo, mas perder pontos para o último classificado não era de todo expectável. E este resultado acabou mesmo por ditar a descida de divisão do Chievo.

 

 

A Juve até começou bem o jogo e aos 30 marcou o primeiro golo por intermédio de Moise Kean.

O jovem italiano de 19 anos começa mesmo a afirmar-se como um goleador nato, tendo já neste momento

6 golos em 8 jogos no campeonato, apenas três deles como titular

tendo já também alcançado o recorde do jogador mais jovem da Serie A a conseguir marcar em quatro jogos consecutivos.

 

 

A verdade é que a SPAL começou logo a abrir o marcador na segunda parte por intermédio de Kevin Bonifazi, aos 49. Até aqui tudo estaria bem para a Juve, não fosse o trintão capitão Floccari a marcar o segundo, aos 74.

A festa dos Bianconeri estava oficialmente adiada e a SPAL a 7 pontos da linha de água, com a segunda vitória da sua história frente à Juventus (primeira e única vitória tinha sido em 1957).

A Juve, que até agora apenas tinha perdido um encontro nos últimos 28 fora de casa, viu também ser-lhe negado o recorde de vencedor da Serie A mais rápido da história, a 6 jogos do fim.

No caso de um resultado favorável no próximo jogo, apenas conseguirá igualar o Torino, a Fiorentina e o Inter. Coisa pouca

Campeão Serie A a 5 jogos do fim
Torino
1947-48
Fiorentina 1955-56
Inter de Milão 2006-07

Recorde a mais, recorde a menos, a Juve leva já 17 pontos de vantagem sobre o segundo e a conquista do 8.º campeonato consecutivo é quase praticamente uma garantia.

E este sim é um número assinalável já que dentro das cinco principais ligas europeias, nenhuma outra equipa alcançou este recorde e apenas o Lyon chegou às sete consecutivas.

Para já as contas ainda estão assim:

1.º Juventus 84
2.º Napoli 67
3.º Inter 60
4.º Milan 55
5.º Roma 54
6.º Atalanta 52 (menos 1 jogo)

Próximo jogo do (potencial e mais que provável) título:
Sábado
Juventus-Fiorentina

 

Para o PSG também ainda não foi desta

O PSG adiou uma vez mais a festa do título – que parece em tardar – após perder por uns expressivos 5-1 em casa do segundo classificado, o Lille.

Esta é capaz de ser a segunda vez que a turma de Paris leva o champanhe para o balneário mas no fim a ter que guardá-lo para a semana seguinte.

É bom este esteja a ser conservado num local fresco, pois está a ser realmente difícil poder saboreá-lo com todos os seus adeptos.

Ainda que seja bem provável que para o próximo jogo seja dado o usufruto devido a esta bebida comemorativa, a verdade é que o Paris Saint-Germain saiu deste jogo não só derrotado mas humilhado frente ao seu adversário mais direto.

A verdade é que o Lille conseguiu mesmo levar de vencido um PSG nuns históricos 5-1. Puxando a cassete atrás, necessitamos de recuar ao ano de 2000 para encontrarmos uma partida em que o PSG tivesse sofrido cinco golos

Nesse ano, foi mesmo o Sedan, essa histórica equipa com nome de tipologia de automóvel, atualmente a disputar a 4ª divisão francesa, que conseguiu golear o PSG por 5-1.

Recordando essa equipa do PSG, damos de caras com nomes como Jay-Jay Okocha, Nicolas Anelka ou ainda o agora treinador dos Spurs, Mauricio Pochettino. Há uma eternidade, portanto.

Para encontrarmos uma vitória tão expressiva quanto esta necessitamos ainda de recuar até 2010, num jogo entre o Grenoble e o PSG, em que a equipa da casa venceu por 4-0, numa altura em que a equipa de Paris contava ainda com nomes como Ludovic Giuly e Claude Makélélé.

 

 

Se já no jogo passado o erro clamoroso de Choupo-Moting deu um empate desnecessário ao PSG, num jogo em que apenas a vitória interessava, neste caso apenas um pontinho chegaria para finalmente festejarem o campeonato.

E este parecia até bem encaminhado não fosse a expulsão de Juan Bernat aos 36. Passado o tempo de descanso, foi ver a torneira do Lille abrir:

Nicolas Pépé 51
Bamba 65
Gabriel 71
José Fonte 84

Um festival de golos que não impede a inevitabilidade do desfecho do campeonato.

A diferença é ainda de 17 pontos, por isso, deixem lá os rapazes fazerem a festa de vez…

1.º PSG 81 (menos 1 jogo)
2.º Lille 64
3.º Lyon 56
4.º Saint-Étienne 53

Próximo jogo do (potencial e mais que provável) título:
Quarta-feira
Nantes-PSG