Juventus – Young Boys
1.12 – 7.75 – 19.25

A Juventus deu 3-1 ao rival mais poderoso que tem em Itália e Ronaldo não marcou – mas fez três assistências e afundou o Nápoles. O Allianz Stadium em Turim aplaudiu em peso o português. Se a Juve ganhar na terça-feira ao Young Boys para a Liga dos Campeões soma 8 vitórias seguidas em todas as provas e bate o recorde de melhor início de sempre do clube.

 

 

Aliás, não foi o único estádio a aplaudi-lo. Em Madrid, no Santiago Bernabéu, também fizeram o mesmo e ele não estava lá. Ou dizem que fizeram, parece que o vídeo já tem uns anos e uns adeptos do Real instisfeitos com a saída do jogador fizeram passar como se fosse de agora.

O empate sem golos no dérbi frente ao Atlético (mais a derrota na jornada anterior em Sevilha 3-0) já fazem os adeptos madridistas sentir uma saudade:

Vem quando bate uma saudade
Triste, carregado de emoção
Ou aflito quando um beijo já não arde
No reverso inevitável da paixão
Quase sempre um coração amargurado
Pelo desprezo de alguém

 

https://twitter.com/whooali/status/1046444640105369600

 

É assim. Adeptos que estavam bem habituados à rapidez de execução do avançado que deixou este verão o clube depois de 9 anos na casa – saiu como o maior goleador da história do Real, marcou 451 golos (70% foram marcados com apenas um toque na bola).

Raúl é o segundo melhor de sempre do Real com 323 golos em… 16 épcoas. Tanto o português como o espanhol venceram 16 troféus pelos blancos – só Di Stéfano, terceiro melhor marcador com 308 golos, venceu mais (17).

Sem ele na equipa, os índices de remate e golos do Real caíram para os níveis anteriores a 2009 – antes de Ronaldo chegar, portanto. Los analistas del club indican que Bale, Benzema, Asensio e Isco aún carecen de la regularidad del luso, escreve o El País.

 

 

 

 

No dia a seguir ao empate no dérbi de Madrid, o El Mundo divulga toda a história da saída do português para a Juventus. Num artigo com o título La verdad ‘escondida’ de la marcha de Cristiano Ronaldo, sabe-se algumas curiosidades que levaram o camisola 7 blanco a preferir um 7 às riscas biancobero.

  • “Siempre en el club me ponen detrás de Di Stéfano, ya no sé qué más tengo que conseguir”
  • “Pago a mis asesores un 30% más de lo que piden para no vérmelas con el fisco… no entiendo qué está pasando”
  • “Ahora verá Florentino Pérez de lo que soy capaz”
  • Cristiano Ronaldo dice que no sabía “nada”: “Yo confiaba en mis asesores”