Kansas City Chiefs vs New England Patriots
1.55 – 2.20

Há um miúdo a dar nas vistas no outro lado do Atlântico porque joga basebol e futebol americano. Ao mesmo tempo. Kyler Murray tem desde 2018 um contrato em cima da mesa para jogar na Major League Baseball (MLB), pelos Okland Athletics, mas quer continuar a jogar futebol – e por isso está no draft da NFL.

 

https://twitter.com/TheNFLis/status/1083227178844606464

 

Kyler venceu o troféu Heisman, que quer dizer que foi considerado o melhor jogador universitário de futebol americano, em 2018.

Aos 21 anos já disse que se puder joga em ambas as Ligas, mas nos dias de hoje sabemos que a alta competição reclama a si exclusividade, pelo que não se antevê que tal venha a acontecer…

Apesar da dificuldade que esta situação representa – jogar em duas equipas profissionais, em desportos diferentes e em simultâneo – não seria caso único.

Nomes como Bo Jackson (que muitos americanos consideram o melhor atleta de todos os tempos) e Deion Sanders conseguiram concretizar essa proeza.

 

 

Murray tem uma grande desisão entre mãos. Princpalmente depois de ter declarado, esta segunda-feira, que está disponível para ser escolhido no draft da NFL em Abril de 2019.

 

 

Murray vai ficar a aguardar o feedback relativamente à sua posição no draft, mas concerteza será uma das escolhas mais aguardadas no evento deste ano em Nashville, como garantem alguns dos especialistas.

Deste lado do Atlântico podemos recordar um dos melhores atletas portugueses de sempre.

Em Portugal, Jesus Correia pertenceu ao quinteto mais famoso do futebol português, os Cinco Violinos e, ao mesmo tempo, a uma geração de ouro no hóquei em patins.

 

 

António Jesus Correia
1924-2003

Futebol
Extremo
Nacional: 7 títulos (43/44, 46/47, 47/48, 48/49, 50/51, 51/52 e 52/53)
Taça de Portugal: 3 vitórias (44/45, 45/46 e 47/48)
Selecção: 13 jogos/3 golos

Hóquei em patins
Nacional: 8 títulos (1942, 1944, 1945, 1946, 1947, 1949, 1953 e 1955)
Europeu: 6 títulos (1947, 1948, 1949, 1950, 1952 e 1956) e dois como seleccionador, além de 142 jogos e mais de 200 golos na selecção
Mundial: 6 títulos (1947, 1948, 1949, 1950, 1952 e 1956)