Na Alemanha, o britânico Hamilton igualou o alemão Schumacher. Em Portugal, Hamilton pode tornar-se único.

Lewis Hamilton largou em segundo no GP de Eifel, em Nürburgring, na Alemanha, ultrapassou o companheiro Valtteri Bottas e cruzou a meta em primeiro pela 91ª vez na carreira (em 27 pistas diferentes), igualando a marca de Michael Schumacher (em 23 circuitos difrentes).

O alemão tinha estabelecido esta marca recorde em 2006, no GP de Xangai, quando tinha 37 anos.

Top 5 
1 – Hamilton 91
2 – Schumacher 91
3 – Vettel 53
4 – Prost 51
5 – Senna 41

 

A primeira vitória de Hamilton aconteceu em 2007, no Canadá – o britânico demorou 254 Grandes Prémios (ou 13 anos, 4 meses e 1 dia) a atingir a 91ª vitória.

Shcumacher precisou de mais tempo mas de menos corridas para chegar ao mesmo número de vitórias: 237 GP (14 anos, 1 mês e 1 dia).

 

Ataque aos 7 títulos

Mas Hamilton não se fica por aqui: esta temporada corre a toda a gasolina para igualar a marca-ícone de sete títulos de Schumacher.

Com seis títulos, o hexacampeão Lewis Hamilton, 35 anos, está perto de apanhar o antigo campeão.

 

A Fórmula pop de Hamilton

 

A vitória deste domingo deixou o inglês com 69 pontos de vantagem (230-161) para Bottas, o segundo classifciado.

«Eu assisti ao domínio dele durante tanto tempo. Não acho que ninguém, especialmente eu, imaginaria chegar aqui, perto de Michael em termos de recordes. HamiltonÉ uma honra incrível» Hamilton no final da prova da Alemanha

O filho de Michael, Mick Schumacher, esteve no circuito de Nürburgring e assistiu à vitória de Hamilton. No final ofereceu ao piloto da Mercedes um capacete vermelho, igual ao utilizado pelo pai.

O jovem de 21 anos é membro da academia de pilotos da Ferrari e foi escolhido para um lugar na equipa da Alfa Romeo em 2021.

«Não podemos negar que teríamos adorado que Michael detivesse esses recordes, mas como o próprio dizia sempre: os recordes existem para serem batidos» escreveu a famĩla Schumacher em comunicado

A 6 provas do fim, Hamilton pode tornar-se já na próxima corrida em Portimão, no dia 25, como o piloto com mais vitórias na F1