Onze voltas antes Verstappen tinha ultrapassado Hamilton – o britânico respondeu a 13 voltas do fim: deixou para trás o líder do campeonato e reclamou a vitória.

O público em Interlagos foi ao rubro.

Hamilton saiu da décima posição para vencer a o GP do Brasil pela terceira vez na sua carreira. E aproximar-se da liderança.

 

 

Castigo, ultrapassagem e vitória

Castigado duas vezes

  • penalização de 5 lugares na grelha de partida
  • desqualificação da qualificação

e mesmo assim Hamilton conseguiu ganhar a corrida.

E diminuir a distância para o líder do campeonato Max Verstappen, que terminou em segundo.

O holandês tem 332,5 pontos contra 318,5, quando faltam três etapas (Catar, Arábia Saudita e Abu Dhabi).

Na volta 59 (do total de 71 da prova), o líder da temporada não conseguiu mais impedir a passagem de Hamilton e o britânico tomou o primeiro lugar

 

 

Fã de Senna

Não foi apenas a vitória: Hamilton ainda saiu de Interlagos revigorado.

Fã assumido de Ayrton Senna tem no Brasil uma legião de seguidores devido à sua identificação com o tricampeão brasileiro.

No pódio o britânico levantou uma bandeira do Brasil – imitando um gesto de Senna. E recebeu de volta o carinho do público: “Olê, olê, olê, olá, Senna, Senna!”.