Estamos na época 2007-08 e a final da Taça da Liga é uma novidade – é a primeira edição da prova.

O Vitória de Setúbal encontra o Sporting e no fim é Carlos Carvalhal a levantar o troféu no Estádio do Algarve.

Agora, à frente do Braga, Carvalhal volta a encontrar o Sporting na final – no domingo em Leiria.

Sporting CP 2,35 vs SC Braga 3,05
Sábado 23 janeiro 19h45

 

Irá repetir-se?

Há 13 anos, o técnico dos setubalenses conquistou o troféu nos penáltis (0-0 no jogo, 3-2 nas grandes penalidades) frente a um adversário que tinha defrontado nessa temporada em 3 ocasiões – sem nunca ter perdido.

  • empate 2-2 em Alvalde para a jornada 5
  • vitória 1-0 em Setúbal na fase de grupos da Taça da Liga
  • triunfo 1-0 no Bonfim para a jornada 20

O quarto confronto da época não foi excepção: Carvalhal e o Setúbal não perderam frente ao Sporting e conquistaram o inédito troféu.

«O Carvalhal deu-nos uma palestra emotiva. Naquela época, era a quarta vez que íamos jogar com o Sporting, e sempre sem perder. Foi uma palestra ao estilo dele, em que transmitiu enorme confiança. E agora, com mais experiência, como se nota pelo seu trajeto, ele estará certamente diferente e para melhor» Sandro em entrevista a o jogo

A final de domingo com o Sporting pode deixar o Braga com 3 troféus e tornar-se o segundo com mais Taças da Liga – só atrás do Benfica (tem 7).

O Sporting também tem 2 taças e pode atingir a terceira. E tanto Rúben Amorim com Carlos Carvalhal pode alcançar a segunda medalha de vencedor: só Jorge Jesus tem mais: 6.

 

Eduardo defendeu 3 penáltis

Não é só Carvalhal a reencontrar o Sporting.

Eduardo é o atual treinador de guarda-redes do Braga e era o dono da baliza do Setúbal naquela noite de 22 de março de 2008 em Loulé.

E que noite.

O guarda-redes defendeu 3 dos 5 penáltis disparados pelo Sporting.

«No último penálti, o nosso guarda-redes suplente, Milojevic, disse ao Eduardo que o Izmailov costumava marcar para um dos lados. Foi o que fez e o Eduardo defendeu» Sandro a o jogo

O guarda-redes empestado pelo Braga ao Setúbal também parou os remates de Polga e Liedson.