Stefanos Tsitsipas e Sasha Zverev, principais favoritos do ATP 500 de Viena, venceram de forma relativamente fácil os seus jogos e estão nos oitavos de final do torneio austríaco.

O grego ainda precisou de salvar três set points no tie-break do primeiro set diante de Gregor Dimitrov e foi obrigado a um 6-4 no segundo para consumar a vingança de 2020 — o búlgaro havia vencido Tsitsipas neste mesmo torneio em 2020.

Zverev teve tarefa mais tranquila e superou Krajinovic por 6-2 e 7-5 em apenas uma hora e 22 minutos de encontro.

 

 

Cuidado Tiafoe e De Minaur

Na próxima ronda, a ser disputada quinta-feira, Tsitsipas defronta Frances Tiafoe e Zverev joga contra Alex De Minaur, jogos, em teoria, de maior dificuldade para ambos.

Quem também continua em forma é o norueguês Casper Ruud.

Apesar de um encontro bastante atarefado com o sul-africano Lloyd Harris (7-5, 7-6) continua no primeiro lugar de acesso às ATP Finals que decorrem daqui a três semanas.

 

 

Cameron outra vez?

Cameron Norrie, a viver um ano e um momento de forma brilhante, superou Fucsovics (7-6, 6-1) e está no quarto lugar de acesso à última prova do ano, isso significa que é actualmente o décimo melhor jogador da temporada.

 

Cameron apareceu para levar tudo (e Paula também)

 

O britânico deve aliás ter ficado bastante satisfeito com o facto de Andy Murray ter derrotado o polaco Hurkacz na primeira ronda do torneio austríaco, que está em segundo lugar em 2021, ou seja, em lugar qualificável para Turim.

 

Sinner no ATP Finals?

Outro forte candidato para as ATP Finals é o italiano Jannik Sinner, que vem do quarto título ATP da temporada em Antuérpia onde venceu “El Peke” Diego Schwartzman e, dessa forma, se chegou à frente na corrida.

É nono classificado de 2021 e, portanto, está a um lugar de marcar presença em Turim.

 

 

Nesta quinta-feira defronta o sempre difícil de bater Reilly Opelka em hard courts devido ao seu serviço temível.

Também no programa de Viena para amanhã está o encontro muito esperado de Andy Murray diante de Alcaraz.

 

Berrettini vs Basilashvili

O veterano britânico está, provavelmente, na melhor forma da época e ter pela frente o prodígio espanhol é sinal de jogo longo e bom de ser ver.

Destaque ainda para os embates de Matteo Berrettini diante do georgiano Nikolaz Basilashvili — que recentemente esteve na sua primeira final da carreira num ATP Masters 1000 diante de Norrie, em Indian Wells, tendo acabado por perder — e de Monfils diante da esperança italiana Lorenzo Musetti.

 

1988. O ano em que Steffi Graf dominou o mundo

 

Relembre-se que Berrettini carimbou ainda esta semana o acesso às ATP Finals. A contagem descrente para o baile de finalistas de 2021 continua em Viena.