Arranca a campanha de José Mourinho e os seus pupilos na Europa e também a cruzada de trocadilhos nos títulos destes artigos. Uma coisa não vive sem a outra, o leitor sabe bem disso.

É que o treinador português, que anda na boca de meio mundo pelo furor que anda a fazer em tuítes graças à série “All or Nothing: Tottenham Hotspur” da Amazon Prime, julgava que os seus jogadores estavam suficientemente embalados pelo sucesso televisivo.

Pelos vistos não: foram derrotados diante do Everton por 1-0 na primeira jornada da Premier League.

 

 

Pois eis que chega hoje este encontro a uma só mão, pelas 17h00, a contar para a segunda pré-eliminatória da prova, com o Lokomotiv Plovdiv, uma equipa que já conta com 17 jogos desde junho – sim é sexto classificado do campeonato búlgaro, mas nos últimos cinco jogos, ganhou quatro.

E só estão na Liga Europa porque conquistaram a Taça do seu país. Alguma coisa hão de valer. Têm, portanto, perninhas para andar e correr, algo que parece ter faltado na última partida dos Spurs.

Quinta-feira 17 Setembro 17h00
Liga Europa – Qualificação
Lokomotiv Plovdiv vs Tottenham
7,50 – 4,55 – 1,10

 

Já a equipa do técnico português, anda com alguns problemas: Henry Kane não aguenta os 90 minutos (isto dito por Mou) e Dele Alli, uma das pérolas da equipa – e um dos seres humanos que levou dos maiores discursos motivadores dos últimos tempos, dado pelo seu próprio treinador (spoiler alert, desculpem, é ver a série) saiu durante o intervalo do duelo contra o Everton – e, pelo que lemos, nem sequer foi convocado para este jogo.

Pois bem, e também ninguém a certeza se Hugo Lloris e Son Heung-min já estão de pazes feitas (eu prometo que não faço mais nenhum spoiler até ao final deste texto). Ou seja, o emblema londrino está a precisar de reforços.

Quinta-feira 17 Setembro 19h00
Liga Europa – Qual

 

Para já, o nome mais badalado é o de Gareth Bale. Esse mesmo. Seria um regresso e pêras de um homem que Mourinho tentou levar para o Manchester United. Que custou 100 milhões de euros aos cofres dos madrilenos em 2013, vindo directamente do Tottenham.

Perdeu protagonismo, lesionou-se com gravidade, Isco e Marco Asensio foram subindo (e muito) o rendimento no Real, Cristiano Ronaldo e Messi continuam a ser Cristiano Ronaldo e Messi, e, claro, pois claro, nem poderíamos esquecer, que ainda existe esse ser vivo que dá pelo nome de Neymar Jr.

Tudo isto transformou a estrela do País de Gales num buraco negro em Espanha.

Não chega a tempo de calçar na Bulgária, mas ainda é capaz de conseguir salvar a imagem de Mourinho em Inglaterra, naquela que pode ser a sua última viagem em terras de sua majestade.

É mesmo o tudo ou nada. Tanto para o português, como para o galês. Até porque no fim da série da Amazon o Mourinho… ah, apanhei-vos!