Saturn Ramenskoye contra FC Sakhalin. Ängelholms Fotbollförening contra BK Astrio. IFK Stocksund contra Karlbergs BK. Faço já um primeiro desafio ao leitor, que é, tente dizer estes nomes todos antes dos respectivos jogos acabarem. Se conseguir, parabéns, acabou de desperdiçar imenso tempo com uma proposta ridícula. Se não conseguir, azar, devia ter estado mais atento nas aulas de línguas estrangeiras. O primeiro duelo vai colocar frente a frente duas equipas russas, as outras quatro são suecas.

Por curiosidade, fui pesquisar sinónimos de “amigável”. Imaginem o que seria termos “jogos maliciosos” ou “jogos antipáticos” ou “jogos ruins”. Seria muito mau para o futebol, ter bancadas a cuspir insultos para o árbitro, ver pancadaria dentro e fora dos campos, tochas, jogadores o no chão demasiado tempo porque estão “muito lesionados”. Ui, ui, o que seria.

Este conceito de “jogos amigáveis” na Rússia tem muito que se lhe diga. Principalmente se um dos clubes for o preferido do presidente Vladimir Putin. Bem sabemos que ele faz muito desporto [ver vídeos hilariantes na internet] e que gosta muito de andar a cavalo, mas de certeza que aprecia um bom pontapé na bola. Ou um bom pontapé entre jogadores. Se há o 11 contra 11, no fim ganha a Alemanha, do lado dos czares, 11 contra 11, no fim ganha o Putin.

Hoje às 13h00
Amigável
Saturn Ramenskoye vs FC Sakhalin
1,86 – 2,90 – 1,50

Mas vamos lá olhar para os clubes. o Saturn Ramenskoye desistiu de estar na primeira liga em 2010. Uma decisão sensata, esta de desistir. Seria bom que clubes portugueses fizessem o mesmo. Por exemplo, o Sporting, imaginemos: a meio do campeonato, e de rodar todos os treinadores possíveis e imagináveis, desistia. Depois voltava. Não foi o que aconteceu ao Saturn, mas seria muito mais honesto. Até porque este clube ficou com uma dívida gigante. É provável que os jogadores estejam ainda a ajudar a pagar a dívida, tipo Lesados do BES.

Do outro lado temos o FC Sakhalin, que vem de uma “ilha russa localizada a norte do Japão”. E esta é a primeira novidade: desde quando é que a Rússia tem ilhas? Já não chegava a Crimeia? Isto é sempre a anexar! Anda pela terceira divisão – segundo a internet – e isso não é vergonha nenhuma. Até é capaz de dar jeito porque se perderem, voltam para a ilha e ninguém os chateia. É como o Nacional ou o Marítimo. Se há adeptos chateados vão até ao aeroporto e depois ficam por ali. A nõa ser que haja adeptos na ilha. Aí é o salve-se quem puder.

Hoje às 16h00
Amigável
Angelholms FF vs BK Astrio
1,14 – 4,40 – 5,50

Voltemo-nos para a Suécia. De um lado temos um clube, de segunda divisão, que começa com a palavra “Angel”, e o resto é praticamente impronunciável, logo, vamos assumir que são todos uns anjinhos. Do outro temos uma equipa da quarta divisão. Sendo amigável, e se o jogo ficar empatado, descobre-se o vencedor usando uma técnica milenar lá do país: qual a equipa a montar primeiro qualquer móvel do IKEA.

No último jogo, temos o IFK Stocksund, em que, numa pesquisa rápida, a internet me pergunta se “sou proprietário desta empresa” – têm lá o número de telefone e tudo. Ou seja, está aqui uma boa oportunidade de negócio. Para um clube fundado em 2005, está muito à frente do seu tempo. Não têm patrão, será que têm empregados para entrar em campo? A jogar contra o IFK teremos o Karlbergs BK, da segunda divisão, que, aparentemente, não tem campos de futebol com as medidas certas para jogar. Por isso jogam em Kungsholmen, outra ilha, mas agora na Suécia. Só não sei é o que é que aquela conhecida marca de cerveja está à espera para adquirir o clube. Na Rússia, até o gás se mete ao barulho no futebol. Porque não uma marca de cervejas? Seria inovad… ah, espera, Portugal já faz isso. Esqueçam, deixem-se estar nas ilhas!