Estamos mesmo na silly season.

Não se fala de outra coisa sem ser de Messi. Ou da vaga de calor. Ou da vaga de calor que Messi causou no Barcelona.

Nem a conquista da Supertaça europeia por parte do Chelsea (diante do Villarreal) nos penáltis fez com que nos desviássemos do assunto principal. Ou o início do campeonato português.

Portanto, vamos a uma história de roubo. E nem sequer estamos a falar dentro das quatro linhas, pode descansar senhor árbitro português.

 

Chelsea é o rei da Europa – depois da Champions, a Supertaça

 

De Gea bloqueado

O plantel do Manchester United foi jantar fora.

Até aí tudo normal, o problema foi quando o guarda-redes espanhol David De Gea chegou ao pé do seu Aston Martin e viu que estava bloqueado.

 

 

Estava lá uma nota que dizia “veículo não tributado”.

O espanhol teve de seguir para casa de táxi. Coitadinho.

Já Luke Shaw levou com uma multa de estacionamento.

Bruno Fernandes foi a correr para casa e ainda marcou mais um golo pelos red devils pelo caminho.

 

Medvedev deboca calada

E agora falemos de uma boa pessoa.

Daniil Medvedev é um bom tenista e um bom homem.

Durante um jogo do Masters 1000 de Toronto pediu desculpa a Alexander Bublik, depois do russo ter atirado um smash contra o corpo do adversário, que ainda assim conseguiu responder.

Medvedev foi advertido porque falou com a jogada a decorrer.

 

 

“Isto vai estar na Tennis TV, mano!”, disse o russo.

E, de facto, lá apareceram. Foi nas redes sociais, mas pronto. Já a árbitra não ficou com boa fama.

Não é preciso ser tão by the book, senhora juíza.

 

Moutinho como Curry

Terminamos bem à portuguesa.

Dizem as redes sociais que João Moutinho já sabe o que vai fazer assim que pendurar as botas: jogar basquetebol. Calma, nem tanto ao mar, nem tanto à terra.

O médio português até tem jeitinho mas daí até entrar para a NBA, vai um grande passo. Talvez começar por treinar no quintal lá de casa. E ganhar uns centímetros.

 

 

Ou vá, concentrar-se em não perder o lugar no Wolverhampton.

Lá porque tem novo técnico português, Bruno Lage, a comandá-lo, não quer dizer que vá jogar sempre. Bom, mas o melhor é mesmo ver se Moutinho tem ou não tem talento para mais do que passar, chutar e cruzar.

 

Frase da semana:

«Estou muito triste por sair de um clube que amo»

Disse-o Messi. Muito triste, é como quem diz. Está, de facto, foram muitos anos ligados à Catalunha. Mas agora foi para Paris, aos 34 anos de idade brincar aos ricos com Neymar Jr e Mbappé. Ninguém sabe no que se está a tornar o futebol. Será isto? Melhor aceitar.

 

Don’t cry for me Barcelona

 

Sugestão da semana:

“Malice at the Palace”. Cá vamos nós. Mais um documentário sobre NBA. Desta vez sobre um mítico jogo em 2004 entre os Detroit Pistons e os Indiana Pacers que acabou à pancada. Literalmente toda a gente deu um soco a alguém. Jogadores, público família dos jogadores. Este episódio faz parte da série “Untold” da Netflix, que ilustra várias histórias do desporto. Só pode valer a pena.