Segundo dia de decisões na Liga dos Campeões, depois de na véspera terem ganho aqueles que sabíamos que iam ganhar.

Estamos a falar do Sevilha e Chelsea, já apurados (o que também quer dizer que os sevilhanos não vão ganhar a Liga Euorpa esrte ano…). Ou das vitórias da Juventus, Dortmund, Lazio, Barcelona, PSG e Man United.

Tudo o que já esperávamos.

 

Já é quase Natal mas não houve surpresas

 

Mas a coisa agora muda de figura. Temos em destaque o Liverpool-Atalanta ou o Inter-Real Madrid. E ainda o Olympiacos-City em Atenas, o Bayern-Salzburgo em Munique, o Atlético-Lokomotiv em Madrid e o Ajax-Midtjylland em Amesterdão.

E claro o Marselha-Porto. E o pior recorde da história dos marselheses e de AVB.

Tudo jogos a doer.

 

Grupo A

Bayern Munique vs Salzburgo 20h00

A recepção do Bayern ao Salzburg deverá marcar a fuga dos bávaros para carimbar o primeiro lugar do grupo. Gnabry – Sané – Lewandowski subirão a jogo, e serão perigo à solta no último terço.

A capacidade de construção – criação e finalização do Bayern é tremenda e nem o 4x4x1x1 do norte americano Jesse Marsch deverá ter capacidade para travar investidas de um Bayern que já na Áustria somou seis golos.

 

Atlético Madrid vs Lokomotiv Moscovo 20h00

Em Espanha o Atlético precisará de bater o Lokomotiv para confirmar apuramento.

A equipa da Rússia surgirá com Zé Luís e Éder na frente de ataque e com isso promoverá um jogo mais directo, explorando capacidades físicas da dupla, que contudo sente imensas dificuldades para se impor em jogos de espaços reduzidos.

Encurtar o campo que é precisamente a arma maior da organização da equipa de Simeone, que não deverá ter dificuldades para voltar a manter a sua baliza a zero, enquanto na frente o talento à solta de Félix, Correa, Llorente e Carrasco deverão fazer a diferença desbloqueando marcador.

 

Grupo B

Inter Milão vs Real Madrid 20h00

O Inter, último classificado do grupo recebe o Real Madrid, terceiro, em Milão. Um confronto de enorme expectativa pela qualidade dos intervenientes mas também pelo percurso errático de ambas as equipas que torna a partida de hoje decisiva.

O Real habituado a impor-se nos duelos defensivos individuais onde conta com Varane, Ramos e Casemiro na protecção ao eixo central investirá em saídas velozes com Benzema a coordenar ataques onde a velocidade de Hazard e Asensio procurará fazer a diferença. Contudo, se há equipa que possa bater Zidane, essa é o Inter de Conte.

Partindo de um sistema com três centrais, que participam com qualidade na construção, a equipa de Conte tem as rotas ofensivas muito bem estipuladas e contará não apenas com a presença de Vidal no meio, que garante desde logo capacidade de recuperação, mas também com a chegada de Hakimi e Young pelos corredores laterais, procurando servir Lukaku. Uma partida competitiva, de criação e previsivelmente golo!

 

Borussia Mönchengladbach vs Shakhtar Donetsk 17h55

O Shakthar de Luis Castro desloca-se à Alemanha para defrontar o Borussia M’Gladbach de Rose, num confronto entre equipas com sistemas e ideias próximas.

Em 4x2x3x1, com Stindl e Marcos António nas costas dos pontas de lança Embolo e Junior Moraes, também ambas as equipas contam com o talento que parte das alas (Thuram de um lado e Solomon do lado ucraniano) para desbloquear o jogo.

A tragédia ucraniana, onde o Borussia bateu copiosamente a equipa de Castro estará ultrapassada e na Alemanha deverá ter lugar um jogo mais estratégico, numa partida decisiva para contas finais.

 

Grupo C

Olympiacos vs Man CIty 17h55

O City de Guardiola desloca-se à Grécia para defrontar o Olympiacos sabendo que a habitual principal arma grega não estará em jogo – o fervor dos adeptos da casa.

O 4x3x3 contará com a velocidade e desequilíbrio de Sterling e a criatividade de Foden nos espaços curtos.

Com Gundogan e De Bruyne encarregues do processo criativo, enquanto Rodri estabelece ligações iniciais e serve de primeiro tampão na transição defensiva, o City deverá encostar a equipa de Pedro Martins à sua retaguarda, e confirmar favoritismo, mesmo que a dupla Rúben Semedo – Cissé tenha capacidade para ir sustendo algumas investidas.

Fará falta ao conjunto grego uma outra capacidade para sair em Transição, cujo desnível individual condena.

 

Marselha vs Porto 20h00

Em França, a ausência de Uribe é um presente envenenado para o FC Porto que também sem Pepe não terá a força defensiva habitual e com isso passará por um jogo tremendamente mais complicado, mesmo que a equipa de Villas-Boas não seja poderosa do ponto de vista ofensivo.

Sérgio deverá resgatar o 4x3x3 colocando Grujic no papel de Uribe protegendo Sérgio Oliveira, trazendo também Otávio para o corredor central.

Um jogo que se prevê equilibrado taticamente com Luis Diaz, Corona e a velocidade Marega à espreita de um lado, contra a definição de Thauvin, Payet e Benedetto no lado oposto.

 

Grupo D

Liverpool vs Atalanta 20h00

A recepção do Liverpool à Atalanta deverá marcar o carimbar do primeiro lugar da equipa de Klopp no grupo depois do atropelo que foi a partida em Itália.

Os Reds deverão surgir com Jota a juntar-se ao trio habitual – Mané, Salah e Firmino.

Um quarteto de grande definição a alta velocidade e que se torna muito difícil de suster, sobretudo quando do outro lado surgirá uma Atalanta que por querer ser pressionante e não fechar espaços controlando no processo defensivo, abrirá avenidas para que possam surgir nos momentos em que são mais fortes os atacantes dos Reds.

O bom futebol da equipa transalpina terá previsivelmente muitas complicações para surtir efeito perante o pressing asfixiante dos médios Reds, que com Wijnaldum a tomar rédeas coletivas do sector médio deverá controlar, dominar e criar a preceito.

 

Ajax vs Midtjylland 20h00

Na Holanda, o Ajax partirá para o jogo com a obrigação de bater os dinamarqueses do Midjtylland.

Um confronto entre sistemas idênticos (433) e até entre estilos que pretendem ter semelhanças (o Midtylland, ao contrário do que é habitual pelas terras nórdicas procura impor um jogo menos físico e mais baseado no talento), que contudo encontram diferenças individuais gritantes.

Tadic e Neres são dois criadores de excelência, que entre os espaços da organização contrária terão condições para alimentar o ponta de lança Traoré para a confirmação da superioridade da equipa de Ten Hag, e dessa forma dar importante passo rumo ao apuramento.